Educação de Jovens e Adultos é tema de reunião no Ceará

A Unilab realiza a I Reunião Técnica Internacional do Centro de Referência em Educação de Jovens e Adultos e Cooperação Sul-Sul – ECOSS entre os dias 21 e 25 de fevereiro

A primeira reunião técnica Internacional do Centro de Referência em Educação de Jovens e Adultos e Cooperação Sul-Sul – ECOSS acontecerá no período de 21 a 25 de fevereiro. A ideia é articular e consolidar parcerias com os Centros de Referência de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Núcleos vinculados.

Promovida pela Universidade da Integração Internacional (Unilab), a reunião faz parte das ações do programa Ecoss – Centro de Referência em Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Cooperação Sul-Sul, realizado em parceria com o Ministério da Educação (MEC), Unesco, Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Rede de Cooperação Sul-Sul.

Sob a coordenação da professora Jacqueline Cunha da Serra Freire, pró-reitora de graduação de ensino da Unilab o programa Ecoss pretende criar um Centro de Referência em EJA, com foco na promoção da cooperação Sul-Sul. O objetivo da proposta é registrar e divulgar a trajetória educacional de jovens e adultos, nos países participantes da Comunidade de Língua Portuguesa (CPLP), com ênfase nos países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP) e Timor Leste. Além disso, desenvolver atividades de pesquisa, nos principais campos de conhecimento da educação, agricultura e saúde.

O Programa com duração de quatro, teve início no final de 2010. Os acervos dos documentos e memórias serão disponibilizados através de catálogos e sistemas de consulta. O programa ainda prevê a digitalização e disponibilização de meios digitais ou virtuais, bem como estimular a produção de conhecimento sobre a história da EJA no Brasil. A perspectiva institucional da Unilab é dinamizar o Centro de Referência em rede com os parceiros nacionais e internacionais referenciado na interdisciplinaridade.

A sede do Centro de Referência será em Redenção/CE no Campus da Liberdade.

A parceria da EJA com as Instituições de Ensino Superior tem trazido benefícios na formação de professores, além de serem consideradas como política pública. Atualmente são englobadas nos currículos do ensino de graduação e na formação continuada por meio da pós-graduação e extensão, aliada ao desenvolvimento de pesquisas na área.

Com o objeto de resgatar a memória os Centros de Referência em EJA, são apoiados e coordenados pelo MEC, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad) e pela Diretoria de Políticas de Educação de Jovens e Adultos (DPEJA) no Brasil em articulação com Universidades públicas.

A Rede de Cooperação Sul-Sul de Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos, criada em 2006 entre os países de língua portuguesa, apoia os governos nacionais para atender suas respectivas demandas e os compromissos internacionais dos quais os países são signatários, referenciados na Declaração de Educação Para Todos (EPT).

Comentários encerrados.