Parceria Unilab/UFC é destaque em congresso de engenharia

Os professores George Mamede e Jacqueline Freire, da Unilab, em parceria com os professores João Hiluy e Paulo Carvalho, da UFC, participaram do XXXIX Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia – Cobenge 2011, na apresentação de pôster, com o trabalho “Unilab – O desafio da concepção de formação em Engenharia em Universidade Pioneira”. A 39ª edição do Congresso aconteceu em Blumenau-SC, no período de 3 a 6 deste mês e foi organizada pela Universidade Regional de Blumenau (FURB). O tema deste ano foi “Formação continuada e internacionalização”.
O mais importante fórum de reflexão sobre educação em Engenharia no Brasil, o Cobenge é evento anual realizado pela Associação Brasileira de Educação em Engenharia – Abenge, sem interrupções desde sua fundação, em 1973. Voltado ao ensino de Engenharia, congrega atualmente mais de 150 instituições de ensino em todo o Brasil e um grande número de professores associados. A participação da Unilab e o nome da formação (Engenharia de Energias) geraram curiosidade e interesse dos participantes.
O Cobenge reúne praticamente todos os órgãos oficiais e instituições de ensino ligadas ao setor, além de empresas e profissionais interessados na melhoria e no desenvolvimento da Engenharia nacional. Ao longo dos últimos 38 anos, a evolução do evento foi contínua, o que é medir pelo contínuo incremento no número de trabalhos apresentados nas suas últimas edições.
O artigo dos professores George Mamede, Jacqueline Freire, João Hiluy (foto acima)e Paulo Carvalho descreve a metodologia inovadora do curso de Engenharia de Energias, por meio de suas etapas, desde a análise dos diferentes aspectos relativos às ideias preliminares, o processo de contratação do pessoal acadêmico e técnico-adminsitrativo, a definição dos critérios e a seleção dos alunos até a definição da metodologia de ensino.“A partir da evolução e aperfeiçoamento das tecnologias e mudanças nos cenários econômico e ambiental, uma tendência crescente na utilização das energias renováveis tem sido constatada. Nesse sentido, no âmbito da formação em engenharia, duas áreas básicas vêm sendo priorizadas; a Energia para o Meio Rural e a Eficiência Energética”, destaca o resumo do trabalho.

Outras informações no site do evento.

Comentários encerrados.