Curso de Agronomia inicia II Semana da Agricultura

O Curso de Agronomia, da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), abriu hoje, dia 13, a partir das 8h, no Anfiteatro, a II Semana de Agricultura. O evento prossegue até a próxima quinta-feira, 15, no Campus da Liberdade, em Redenção (CE), oferecendo um total de 17 minicursos voltados para os estudantes e a comunidade do Maciço de Baturité.

A solenidade de abertura contou com a participação de professores, estudantes, agricultores e autoridades da região do Maciço. Para a mesa foram convidados a pró-reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão, Stela Meneghel; a consultora da pró-reitoria de Graduação, Elza Braga; o coordenador da Área de Desenvolvimento Rural, Rodrigo Azevedo; a coordenadora do curso de Agronomia, Albanise Barbosa Marinho; a professora Andréa Linard; o secretário de Agricultura de Redenção, Francisco de Assis Castelo Branco de Lima, representando os secretários de Agricultura do Maciço, e o vereador Paulo Marcelo Montenegro Franco, representante da Câmara de Vereadores de Redenção.

Segundo a professora Albanise Barbosa Marinho, a II Semana de Agricultura marca a continuação de um projeto iniciado em 2010, que teve a participação de agricultores de todos os municípios do Maciço de Baturité, mostrando a integração com a comunidade.

“Nosso objetivo é orientar os participantes quanto às necessidades de diálogo para o estabelecimento de cooperação técnica entre os agricultores, cuja grande maioria conduz pequenas unidades de produção e está excluída do grande negócio agrícola, e a área de Desenvolvimento Rural da Unilab. Já os estudantes necessitam conhecer e se integrar com as experiências dos agricultores, fornecendo embasamento teórico e técnico para otimizar e melhorar as condições do campo nas cidade do Maciço e do mundo”, afirmou a professora Albanise.

Na manhã de hoje foram ministrados os cursos de Plantas Medicinais, com a professora Fátima Azevedo; e Meliponicultura: criação de abelha nativa, com Marcos Arruda; além de palestra sobre Segurança e Soberania Alimentar, com a professora Elza Braga. Na parte da tarde, aconteceram os cursos de Agricultura comparada, com o professor Rodrigo Azevedo; e Boas Práticas Agrícolas, com a professora Albanise Barbosa.

Amanhã, 14, serão oferecidos os cursos de Prevenção de acidentes em operações mecanizadas; Produção em hortas; PAIS- Produção Agroecológica, Integrada e Sustentável; Manejo de Galinha Caipira; Os novos rumos da produção animal – ambiência e bem-estar; e Pós-Colheita e Processamento do Pedúnculo de Caju.

Na quinta-feira, 15, terceiro e último dia da Semana, os cursos serão: Plantas Medicinais, Sistemas alternativos de irrigação; A água como direito: acesso à água para o consumo humano (P1MC) e para produção – (P1+2) no semiárido brasileiro; O Programa de Aquisição de Alimentos: avanços, intersetorialidade e controle social; Certificação de produtos agropecuários; Manejo alternativo de pragas; Produção em hortas (parte prática).

Os cursos têm duração de quatro horas, com exceção para o de Produção em Hortas,  que é de oito horas. O curso de Plantas Medicinais aconteceu hoje (13) e será oferecido novamente na quinta-feira (15).

Comentários encerrados.