Calouros timorenses fazem matrícula para iniciar período letivo

Quarta-feira (04/04/2012)

Os calouros do Timor-Leste realizaram na tarde desta quarta-feira (04) a matrícula escolar. Uma equipe da Coordenação de Curso, com o apoio de professores e outros servidores da Unilab, atendeu a todos os 69 estudantes timorenses. No ato da matrícula, eles apresentaram a cópia e original do passaporte, CPF, fotos, histórico escolar, diploma de conclusão do ensino médio e também o visto e o registro concedido pela Polícia Federal.

Filipa da Costa, aluna do curso de Administração Pública

Filipa da Costa se matriculou no Curso de Administração Pública. Ela disse que apesar da saudade da família, está muito feliz com o novo desafio.

Aquelino de Oliveira, aluno do curso de Engenharia de Energias

Aquelino de Oliveira também diz que está muito contente com a oportunidade de estudar na Unilab. Ele foi matriculado no curso de Engenharia de Energias. “Escolhi este curso porque no Timor não existe formação específica na área. Quero voltar ao meu país e ajudar no desenvolvimento”, concluiu Aquelino.

Estudantes preenchem questionário de habilidades

Enquanto esperavam atendimento, os estudantes preencheram um questionário de habilidades elaborado pela Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão (PROPPGE). Nesse documento, eles apontaram as áreas que já têm algum conhecimento e os campos que têm interesse em desvendar. O formulário vai ajudar a compor novos programas de cursos e atividades de Extensão.

Alunos participaram de encontro no Anfiteatro da Unilab

Durante a manhã desta quarta-feira (04), os calouros timorenses e estudantes do curso de Ciências da Natureza e Matemática assistiram à palestra ministrada pelo professor doutor em Matemática, Hermínio Borges Neto, da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará. O evento aconteceu durante a manhã, no Anfiteatro da Unilab.

Professora Cida representa a Coordenação de Ensino a Distância (CEAD)

O encontro foi aberto pela professora Maria Aparecida da Silva (Cida), da Coordenação de Ensino a Distância (CEAD). Ela destacou a importância de discutir o tema para formação dos estudantes. “É preciso perceber que, independentemente da área de conhecimento acadêmico, o professor é um educador e um educador não pode abrir mão das novas tecnologias. O aprender não acontece apenas dentro de sala de aula”, comentou Cida.

Estudantes assistiram palestra sobre docência e uso do computador

Com o tema “A docência e o computador”, o professor Hermínio orientou os alunos sobre as funções das ferramentas tecnológicas para a realização de experimentos em sala de aula. Como futuros professores, os presentes tiraram dúvidas e escutaram as vivências do palestrante, que, hoje em dia, atua na área de tecnologias digitais em Educação, com ênfase para a Educação a Distância e inclusão digital.

Prof. Hermínio Borges falou sobre sua experiência em sala de aula

“O papel do computador é abreviar das etapas do processo de pesquisa. Ele oferece rapidez, mas o uso dessa ferramenta depende da área de conhecimento que você vai atuar”, explicou o professor. Os estudantes receberam ainda dicas para o estudo de teorias, modelos e experimentos.

Estefanos Pereira também estava presente no encontro

O timorense estudante do curso de Agronomia, Estefanos Pereira, 20 anos, afirmou que este primeiro momento está sendo difícil principalmente por causa da compreensão da nova língua, o português, porém ele também analisou que este é um período de adaptação. “É bom que nós vamos tomando ambiente na Unilab, conhecendo outros colegas e aprendendo como funciona. Quero vencer as dificuldades e ir em frente”, acrescentou o estudante.

No período da tarde, os estudantes timorenses realizam a matrícula nos cursos da Unilab.

Terça-feira (03/04/2012)

Estudantes se reúnem com professores e equipe da Prograd e CAE

Na manhã desta terça-feira (03), os timorenses se encontraram com representantes da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e da Coordenação de Assuntos Estudantis (CAE), além de professores da Unilab. O objetivo do encontro foi conhecer as próximas atividades que serão desenvolvidas para a integração dos estudantes à rotina da Universidade.

A partir do dia 16, os alunos terão aulas de Língua Portuguesa, Química, Física, Matemática, Biologia e Informática, em uma proposta de iniciação à vida acadêmica. Em parceria com a Biblioteca da Unilab, os timorenses terão também uma formação em normas e trabalhos acadêmicos. No decorrer deste período, os estudantes participam ainda de atividades culturais promovidas pela Universidade.

Professor da Área de Formação Docente, Lourenço Ocuni Cá

O professor da Área de Formação Docente, Lourenço Ocuni Cá, afirmou que este momento prévio é um ganho para os estudantes, já que eles vão iniciar o trimestre, em junho, mais preparados. “Os alunos vão poder ter os conhecimentos básicos das diferentes disciplinas e aperfeiçoar o português”, explicou o professor.

Estudante Carlos Soares

O estudante do curso de Ciências da Natureza e Matemática, Carlos Soares, 21 anos, avaliou que estas aulas preparatórias vão os ajudar a se adequar melhor em sala de aula. “Estou muito feliz, porque estamos convivendo com outras pessoas. Eu e meus colegas estamos nos adaptando para aprender o português”, disse o aluno.

Coordenador de Assuntos Estudantis, José Veríssimo

A Unilab, através da Prograd/CAE, está dando apoio aos estudantes timorenses. A equipe vem acompanhando o dia a dia dos estudantes, auxiliando-os em diferentes momentos, como a chegada, a acolhida, o deslocamento, o alojamento, a alimentação, dentre outras ações. O coordenador de Assuntos Estudantis, José Veríssimo, destacou a colaboração e disciplina dos estudantes timorenses às atividades propostas e desenvolvidas pela Unilab.

Segunda-feira (02/04/2012)

Diogo Freitas, Jacqueline Freire e José Veríssimo se encontram com estudantes timorenses

Os jovens timorenses que chegaram ao Ceará no último dia 23 de março já iniciaram a rotina de atividades na Unilab. Na manhã desta segunda-feira (02), eles se reuniram com a pró-reitora de Graduação, Jacqueline Freire, com o coordenador de Assuntos Estudantis, José Veríssimo, e com o assessor para Assuntos da Cooperação da Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL), Diogo Freitas.

A pauta do encontro foi discutir assuntos administrativos internos, como alojamento, saúde dos estudantes e primeiras atividades realizadas na Universidade. Com o objetivo de praticar e aprofundar os conhecimentos do português, a partir do próximo dia 16, a Unilab promove o curso de Língua Portuguesa com o foco em abordagem comunicativa. A carga horária é 40h/a, em que os estudantes terão contato com textos instrumentais, áudios, gramática, leitura e produção de textos.

Professor Júlio Dinoá e pró-reitora de Graduação, Jacqueline Freire

De acordo com o professor de Leitura e Produção de Texto da Unilab que vai ministrar o curso, Júlio Dioná, o método das aulas é próprio para estrangeiros e pretende fazer com que os estudantes ampliem os conhecimentos e tenham vivências do cotidiano utilizando o português.

Aluno do curso de Administração Pública, Mário da Costa Marçal

O estudante do curso de Administração Pública, Mário da Costa Marçal, 21 anos, falou sobre a vontade de conhecer o português. “Quero saber mais, quero conversar com os brasileiros para captar a pronúncia. Tenho algumas dificuldades, mas temos tempo para nos adaptar e aprender mais”, destacou o estudante.

Para a realização do curso, o grupo dos 69 timorenses foi dividido em duas turmas, com aulas de segunda e quarta, das 10h às 12h, e de terça, das 10h às 12h e quinta, das 14h às 16h.

A matrícula dos timorenses na Unilab inicia esta quarta-feira (04). Eles estão inscritos nos cursos de Ciências da Natureza e Matemática (30), Administração Pública (10), Agronomia (10), Engenharia de energias (10), Enfermagem (10).

Comentários encerrados.