Paulo Speller participa de missão internacional na China e em Qatar

O reitor da Unilab, Paulo Speller, participa até o próximo dia 16 de uma missão internacional em Macau e Xangai, na China, e Doha, em Qatar. O objetivo dessa missão é estabelecer parcerias com instituições do oriente, compartilhar experiências na área de educação superior, além de iniciar diálogos que visem a realização de projetos em conjunto de pesquisa e extensão.

Evento acontece até esta quinta (08), em Macau.

A primeira parada foi em Macau, onde o reitor participou da 2ª Conferência do Fórum do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa (Forges). O encontro, que iniciou no último dia 06 e segue até esta quinta-feira (08), reúne gestores da política educativa, dirigentes de instituições de Ensino Superior, administradores, docentes e pesquisadores da área. O objetivo é refletir e debater os principais temas estruturantes referentes ao Ensino Superior, tais como: as políticas públicas de desenvolvimento e de reforma do Ensino Superior; o financiamento e internacionalização do Ensino Superior no contexto da globalização; e a avaliação e garantia da qualidade do Ensino Superior.

Na ocasião, o reitor participou do painel “Políticas públicas de desenvolvimento e de reforma do Ensino Superior”, junto com representantes de Macau, Portugal e Angola. Speller ministrou a palestra “O papel da educação superior nos países em desenvolvimento: o caso do Brasil”, em que abordou a evolução e as novas tendências do ensino superior brasileiro, destacando a experiência da Unilab. A 2ª Conferência do Forges é uma realização da Universidade de Lisboa, da Universidade de Coimbra, do Instituto Politécnico de Macau e da Fundação Macau.

Paulo Speller e o reitor da Universidade de Macau, Wei Zhao

Durante o evento, o reitor da Unilab e o reitor da Universidade de Macau, Wei Zhao, estabeleceram acordos de cooperação com a demonstração de intenções entre as duas instituições nas áreas de pesquisa, extensão e mobilidade de estudantes e professores, em parceria com instituições dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e do Timor-Leste.

Paulo Speller se reuniu também com o presidente do Instituto Politécnico de Macau (IPM), o professor Lei Heong, para discutir as possibilidades da realização de atividades em conjunto entre as duas instituições. Como resultado desse encontro, ficou definida para março do próximo ano uma visita do presidente do IPM ao Brasil para conhecer a Unilab.

Reitor Paulo Speller durante a assinatura do Memorando de Entendimento

O reitor deu continuidade à agenda de atividades da missão no oriente. Desta vez, ele foi para Xangai e para a cidade de Jinhua, na parte central da província de Zhejiang. Em Jinhua, ele visitou a Zhejiang Normal University (ZJNU), onde se reuniu, no dia 08, com a vice-presidente, Sra. Lihua Xu, e no dia 09, Speller assinou o Memorando de Entendimento com o presidente da ZJNU, Sr. Fengmin Wu. Este termo apresenta as intenções de trabalhos colaborativos entre a Unilab e a ZJNU. Também foi iniciado um diálogo com a equipe de reitorado da universidade sobre a instalação de um Instituto Confúcio, em parceria com a Unilab, cujo objetivo é promover o ensino da língua e da cultura chinesa em diversos países do mundo.

Na cidade de Jinhua, o reitor Paulo Speller visitou ainda o Instituto de Estudos Africanos e a Escola de Administração China – África, pertencentes a ZJNU . Nesta segunda etapa da missão na Ásia, a viagem contou com o apoio do Consulado do Brasil em Xangai.

Wise reuniu 1000 convidados de diversas partes do mundo

Na última etapa da missão internacional no oriente, o reitor Paulo Speller participou do World Innovation Summit for Education – WISE (Cimeira Mundial de Inovação para Educação), que ocorreu entre os dias 13 e 15 de novembro, no Centro de Convenções da cidade de Doha, em Qatar. Em uma ampla programação de atividades, o evento reuniu 1.000 convidados de mais de cem países. Dentre os participantes, estiveram presentes educadores, líderes políticos e sociais, representantes de organizações não-governamentais e gestores de educação.

Evento discutiu diversos segmentos da educação

Com o tema “Colaboração para a mudança”, o encontro teve como objetivo promover discussões, a partir de vertentes multisetoriais, sobre os desafios e o futuro da educação mundial, identificando o trabalho colaborativo como estratégico para o fortalecimento das ações, principalmente aquelas de longa duração. Durante o evento, também foi colocado em pauta o debate sobre a renovação da educação, questionando os modelos convencionais e as possíveis novas abordagens.

Na ocasião, o reitor Paulo Speller estabeleceu diversos contatos com reitores de outras instituições de ensino, educadores e profissionais renomados da área de educação de diversas partes do mundo. Nestes diálogos, o principal assunto foi as questões referentes ao continente africano.

 

Comentários encerrados.