Unilab recebe lançamento do mais amplo dicionário Santome-Português

prof-gabriel-antunes-araujo-lança-dicionario-santome-portugues1
A Unilab foi palco, nesta quinta-feira (04 de julho de 2013), do lançamento simbólico do Dicionário Livre do Santome-Português. O professor Dr. Gabriel Antunes Araújo (USP), apresentou seu trabalho a estudantes e professores da Unilab, detalhando todo o processo de construção dessa obra, que segundo ele afirmou, de forma bem humorada, “é um trabalho muito pesado, e não recomendo”. Já lançado em Lisboa, no último dia 19 de junho, e em São Tomé, no dia 25 do mesmo mês, o lançamento simbólico do livro na Unilab era necessário, dada a missão da instituição de unir e promover o crescimento mútuo dos povos falantes da Língua Portuguesa.
prof-gabriel-antunes-araujo-lança-dicionario-santome-portugues2
Interagindo com a platéia e detalhando o contexto em que estão inseridos os dialetos Crioulo, o professor Gabriel explicou que o Santome é provavelmente o mais antigo, de acordo com registros históricos, mas longe de ser o único. “Além do Santome, temos o Lung’Ie, o Angolar e o Fa D’Ambô”, comentou. “O Crioulo nasceu do contato com a Língua Portuguesa e da necessidade de africanos de diversas tribos comunicarem-se entre si e com o povo colonizadores. Mesmo frente à desgraça, o povo oprimido consegue controlar seu destino, produzir uma nova cultura e virar o jogo”, conclui.
Além do lançamento do livro, o professor Gabriel Antunes também proferiu palestra sobre a tentativa de ingresso da Guiné Equatorial na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), baseada na condição de povo com o Fa D’Ambô (dialeto Crioulo) como base de sua cultura, inclusive tendo adotado o Português como uma língua oficial, juntamente com o Castelhano (Espanhol) e o Francês.
 prof-gabriel-antunes-araujo-lança-dicionario-santome-portugues3
O professor Gabriel também contribuiu com o acervo da biblioteca da Unilab, doando um exemplar do Dicionário Livre do Santome-Português e se comprometeu enviar mais de suas publicações.

Comentários encerrados.