I Reunião Técnica Internacional da Ripes reúne representantes de países da CPLP

A I Reunião Técnica Internacional da Ripes acontece no Hotel Gran Marquise, em Fortaleza, nestes dias 21, 22 e 23 de maio.

A I Reunião Técnica Internacional da Ripes acontece em Fortaleza, nos dias 21 e 22, e em Redenção, no dia 23 de maio.

Teve início na manhã desta quarta-feira (21) a I Reunião Técnica Internacional da Rede de Instituições Públicas de Educação Superior (Ripes), promovida pela parceria entre Unilab, Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e Agência Brasileira de Cooperação (ABC). Estiveram presentes representantes de países que fazem parte da CPLP, como Moçambique, Angola, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste, Portugal e Brasil. O evento tem como objetivo propiciar o debate qualificado entre representantes de instituições públicas de Ensino Superior dos países parceiros da Unilab e integrantes da Ripes, gerando propostas concretas de funcionamento da Rede neste ano de 2014.

mesa-abertura-1-Reuniao-Tecnica-Internacional-de-Rede-de Instituicoes-Publicas-de-Ensino-Superior-Ripes-Unilab-

Participaram da mesa de abertura o vice-reitor da Unilab, Fernando Afonso Ferreira; o conselheiro da Coordenação Geral da CPLP, representando o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueredo Machado, Paulo André Morais de Lima; o técnico da Direção de Cooperação da CPLP, Carlos Alberto Gonçalves; a coordenadora do Escritório de Cooperação Internacional da Universidade Estadual do Ceará (Uece); o presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros, Paulino de Jesus Francisco Cardoso; e a assistente de Chancelaria da Agência Brasileira de Cooperação do Itamaraty, Mariana Horta.

Vice-reitor da Unilab, Fernando Afonso.

Vice-reitor da Unilab, Fernando Afonso. Foto: Américo Souza.

O vice-reitor da Unilab, Fernando Afonso Ferreira, deu boas vindas e agradeceu a presença dos participantes. “Esse é o primeiro passo para a criação de uma Rede de Instituições Públicas de Ensino Superior que vai cumprir uma das missões da Unilab, que é a integração internacional. Esse é o nosso grande desafio. E, para isso acontecer, é preciso ter o processo de troca de conhecimentos e de culturas entre os países parceiros. Com a Ripes, nós esperamos ter grandes avanços na integração e na cooperação internacional”, falou.

Presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros, Paulino de Jesus Francisco Cardoso.

Presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros, Paulino de Jesus Francisco Cardoso.

Paulino de Jesus Francisco Cardoso destacou a atuação da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros. A Associação é formada hoje por 1.200 professores universitários de universidades brasileiras. “Nosso compromisso, ao longo dessas décadas, é forçar a educação brasileira a se comprometer com os estudos africanos e afro-brasileiros. Nós pretendemos deixar de ser objeto da ciência para se tornar protagonista desse processo de construção do conhecimento”, esclareceu.

Conselheiro da Coordenação Geral da CPLP, Paulo André Morais de Lima. Foto: Américo do Carmo Souza

Conselheiro da Coordenação Geral da CPLP, Paulo André Morais de Lima. Foto: Américo Souza

O conselheiro da Coordenação Geral da CPLP, Paulo André Morais de Lima, acompanhou desde o início o processo de criação e a evolução da Ripes no âmbito da CPLP. “Além do seu valor acadêmico na área da produção e disseminação do conhecimento nos países de língua portuguesa, o projeto tem um evidente impacto político. A Ripes tem o papel importante não só para a política brasileira, mas também para a CPLP. A integração e a mobilidade do conhecimento acadêmico pode se tornar um vetor fundamental para o aprofundamento relações entre os nossos países e as nossas populações”, disse.

Coordenador da Ripes e coordenador do Núcleo de cooperação nacional e internacional da Unilab, Edson Borges.

Coordenador da Ripes e coordenador do Núcleo de cooperação nacional e internacional da Unilab, Edson Borges.

O coordenador da Ripes e coordenador do Núcleo de Cooperação Nacional e Internacional da Pró-Reitoria de Relações Institutcionais (Proinst) da Unilab, Edson Borges, apresentou os objetivos, a missão, as parcerias, o funcionamento, a organização, as atividades já realizadas e as próximas missões que estão previstas. “Esse momento tem visões políticas e estratégicas. Nosso objetivo é nos mobilizarmos em torno de propostas concretas, entendendo as especificidades de cada país e das instituições parceiras da Ripes. A ideia central da Ripes é fazer pontes de conexão entre as instituições parceiras, estabelecendo ações políticas estratégicas e concretas”, afirmou.

IMG_1094

Na tarde desta quinta-feira (22), o evento teve continuidade com o objetivo de definir e consolidar as responsabilidades das instituições parceiras, deliberando o funcionamento da Ripes em 2014 e 2015. Conduzido pela reitora da Unilab, profª. Nilma Lino Gomes, a mesa redonda discutiu propostas e ações conjuntas, como a produção e publicação de informações impressas e digitais das Instituições Públicas de Ensino Superior (IPES); elaboração de revista eletrônica da Ripes; formação do Conselho Editorial e Conselho Consultivo da revista; e a efetivação da plataforma digital, para assim iniciar um sistema de comunicação com trocas de informações entre as IPES parceiras, inclusive com utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs).

IMG_1085

Na discussão sobre a revista, os membros participantes deram opiniões sobre sua construção, focando na produção de conhecimentos produzidos pelas universidades. Na ocasião, a reitora da Unilab pontuou sobre a importância de definir o tipo de revista, para a partir disso, se necessário, dar os devidos encaminhamentos na busca de recursos financeiros com algumas parcerias.

Os encaminhamentos para o funcionamento da Ripes foram sempre visando o interesse coletivo. Neste sentido, foi definido a criação de um ponto focal em cada universidade integrante da rede, o qual terá uma pessoa responsável pelo direcionamento dos trabalhos em cada instituição.

DSC_0596

Reitora da Unilab entrega certificados aos participantes

No encerramento, o reitor da Unizambezi, em Moçambique, Nobre Roque dos Santos, avaliou o evento como positivo e afirmou que a relação mais próxima da Unilab com a Ripes inspira uma rede com mais integração e que, segundo ele, “caminhemos em equipe nesse sentido”. Dando continuidade à cerimônia de encerramento,  a reitora Nilma Lino Gomes leu o documento produzido ao final do encontro intitulado “Declaração de Fortaleza”, no qual constam o registro dos objetivos da reunião e as ações que serão desenvolvidas pela Unilab e instituições parceiras na construção da Rede, bem como o compromisso de todos na sua realização. Ao final, a reitora entregou os certificados de todos os participantes do evento e uma lembrança brasileira aos parceiros estrangeiros.

DSC_0599

Na sexta-feira (23), os participantes da I Reunião Técnica Internacional da Ripes, visitarão as obras da universidade e depois participarão da solenidade de comemoração do aniversário da Unilab e do Dia da África.

Comentários encerrados.