Núcleo de Estudos Africanos e Afro-Brasileiros promove, nesta quinta (23), palestra e minicurso

O Núcleo de Estudos Africanos e Afro-Brasileiros (Neaab), ligado à Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae), promove nesta quinta-feira (23) palestra e minicurso sobre arte africana. A palestra, que traz como tema “Arte Religiosa e Irmandade Negra no Brasil: Heranças Africanas”, acontece, às 13h, no Anfiteatro do Campus da Liberdade, em Redenção/CE. No mesmo ambiente da palestra tem início, às 14h, o minicurso “A Influência da Arte Africana”. Ambos serão ministrados pela professora Maria Cecília Calaça.

A palestra objetiva apresentar um breve panorama histórico do fenômeno artístico-religioso e das irmandades negras brasileiras. Temas que se interligam por um fio condutor, o qual revela a importância individual e social das ações de resistências culturais para a população negra escravizada ou livre.

Para a professora Maria Cecília Calaça, a perseverança foi o ponto crucial e determinante para a sobrevivência dessas manifestações e dos africanos escravizados. “Cada um dos homens e mulheres, jovens e adultos ou crianças e velhos, que foram arrebatados da África, demonstraram uma índole de aço. Eles fizeram da perseverança fonte inesgotável que impulsionou a ânsia de sobreviver às intempéries do Brasil Colonial”, destaca.

Nesse sentido, acrescenta a professora: “acredito que ao revisitar a história vamos ampliar nossos conhecimentos e obter ferramentas que poderão ajudar na instrumentalização da atividade educacional e fortalecer a postura de cidadão”.

Os participantes dos dois eventos terão direito a certificado. A inscrição, que também é aberta ao público externo, será realizada por ordem de chegada.

Comentários encerrados.