Grupo de Pesquisa África Contemporânea nas Relações Globais está com inscrições abertas para projetos de pesquisa

“Usos e sentidos do Kongo nas resistências africanas no Brasil e na África”  é um dos projetos de pesquisa.

“Usos e sentidos do Kongo nas resistências africanas no Brasil e na África” é um dos projetos de pesquisa.

O Grupo de Pesquisa África Contemporânea nas Relações Globais: Cultura, política e educação está com inscrições abertas para os projetos de pesquisa: “Usos e sentidos do Kongo nas resistências africanas no Brasil e na África” e “Classificações Sociais na produção intelectual e artística africana contemporânea: raça, etnia, nação, classe e gênero”. A seleção é destinada para estudantes voluntários.

Os orientadores informam que, no momento, o projeto não oferece bolsa e que a participação nas reuniões no grupo de pesquisa é obrigatória. E mais: o estudante deve estar interessado em desenvolver sua pesquisa de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) sobre um tema relacionado ao do plano de trabalho.

Já a apresentação dos resultados em eventos acadêmicos e a escrita de um artigo são considerados partes integrantes da pesquisa. A participação no projeto de pesquisa é contabilizada como carga horária de atividades complementares (60h/trimestre).

Capa do romance do escritor angolano Henrique Abranches.

Capa do romance do escritor angolano Henrique Abranches.

Veja abaixo os projetos, os planos de trabalho e como se inscrever:

Projeto: Usos e sentidos do Kongo nas resistências africanas no Brasil e na África
(Arte, religião e política em territórios imaginados)

Plano de trabalho: Compreender as representações da Dança Congo de São Tomé através de entrevista aos alunos da Unilab.

Orientador: Profa. Larissa Oliveira e Gabarra.

Quem pode se candidatar: Estudantes do BHU, História, Antropologia, Sociologia e Pedagogia.

Para se candidatar: envie e-mail para: larissa.gabarra@unilab.edu.br, explicando seu interesse e anexando o histórico escolar da graduação.

Projeto: Classificações Sociais na produção intelectual e artística africana contemporânea: raça, etnia, nação, classe e gênero.

Plano de trabalho 1: Inventariar e analisar os artigos científicos da revista Soronda, no INEP, publicada na Guiné-Bissau entre 1986 e 1995.

Plano de trabalho 2: Analisar o romance Kissoko de Guerra, do escritor angolano Henrique Abranches, publicado em 1989.

Orientador: Prof. Fábio Baqueiro Figueiredo.

Quem pode se candidatar: Estudantes do BHU (a partir do 3º semestre), História, Antropologia ou Sociologia.

Para se candidatar: envie e-mail para fabiobaq@unilab.edu.br, explicando seu interesse e anexando o histórico escolar da graduação.

Comentários encerrados.