Encontro discute “Diáspora africana e africanos no Ceará: em busca da justiça e dignidade humana”

11127872_10205650178506512_150240253_n

Acontece hoje (04), às 16h, no auditório do Campus de Liberdade, em Redenção/CE, um encontro que tem como tema “Diáspora africana e africanos no Ceará: em busca da justiça e dignidade humana”. O evento é resultado da parceria existente entre os grupos de pesquisa do Programa de Pós-graduação em Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC) e do Instituto de Humanidades e Letras (IHL) da Unilab.

O encontro é aberto para a participação de estudantes africanos das duas universidades parceiras, bem como de representantes da reitoria e das Pró-reitorias da Unilab e a comunidade em geral. E dentre seus objetivos, busca criar as condições de conhecimento mútuo entre os atores envolvidos no processo de busca de soluções na área jurídica e social, além de fortalecer e ampliar as possibilidades de parcerias entre a Faculdade de Direito da UFC, o Foro da Justiça Federal do Ceará e outras instâncias da Unilab, como as Pró-reitorias e Institutos.

Para obter certificado, o participante deve encaminhar e-mail de solicitação com o título do evento no cabeçalho para: escolaafricana2@gmail.com

Histórico:

Em 2014, organizou-se o Congresso Internacional “Diálogos Sul Sul sobre os novos caminhos da democracia: Pluralismo e equidade”. Em abril de 2015, os integrantes destes grupos de pesquisas reuniram a sociedade para debater os problemas que afetam a África e a diáspora africana no Ceará.

Nesse sentido, realizou-se o Seminário Internacional “Democracia, Liberdade e Cidadania em África”, que contou com dois painéis: o primeiro, apresentado no auditório do Curso de Direito da UFC, girou em torno do tema “Democracia e liberdades na África”; o segundo painel, ocorreu no auditório do departamento da História e tinha por tema “Diáspora africana: desafios e possibilidades de atuação em defesa de direitos humanos”.

“Os eventos têm reunido especialistas e atores da sociedade civil de diferentes áreas de conhecimento e nacionalidade e chamado a atenção dos docentes e discentes da UFC pelo fato de ser a primeira vez que a população cearense deu-se conta dos problemas de integração na sociedade enfrentados pela juventude africana. O encontro planejadoo dia para o dia 04 faz parte dessa parceria entre a UFC e a Unilab”, explica o coordenador do encontro Bas´Ilele Malomalo.

Programação:

14h – Visita às instalações (Palmares e Auroras – Proplan)

14h30 – Encontro com os dirigentes da Unilab: Reitoria; ProInst; Procuradoria; Diretora do ICA (possibilidade de parceria; estágios)

15h30 – Visita ao Campus da Liberdade

16h – Mesa redonda: África no Ceará: em busca da justiça e dignidade

Juízes federais

Germana Oliveira Moraes (UFC)

Bruno Carra (Diretor do Foro e da Esmafe)

Raquel Rolim (Diretora Administrativa da Esmafe)

George Marmelstein Lima (Diretor da Escola Magistral)

Representantes das associações africanas

Ercílio Langa (IDDAB/UFC – Moçambique)

Suzete Lopes (CAG – Guiné Bissau)

Fernando Pedro (AAL – Guiné Bissau)

Gino Pereira (AEAEC/UFC – Guiné Bissau)

Representantes dos estudantes (África; Brasil e Timor Leste)

Mediador: Bas´Ilele Malomalo (Unilab – RDCongo)

Organização do Encontro:

Grupo de pesquisa África Contemporânea das Relações Globais: Política, educação e cultura

Apoio:
Associação de Estudantes Africanos do Estado do Ceará (AEAEC)
Instituto do Desenvolvimento da Diáspora Africana no Brasil (IDDAB)
Instituto Nova África
Coordenação de Políticas Afirmativas (Copaf/Propae/Unilab)
Pró-Reitoria de Relações Institucionais (Proinst/Unilab).

Comentários encerrados.