Representantes da Propae visitam UFMG para reunião sobre políticas afirmativas e assistência estudantil

Fonte: Site UFMG

Fonte: Site UFMG

Nos dias 12 e 13 de agosto, gestores da Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae) e da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) da Unilab realizaram uma visita à Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e se reuniram com o pró-reitor de Assuntos Estudantis da UFMG, Tarcísio Mauro Vago, e com outros dirigentes da instituição. Na ocasião, foram apresentados os projetos desenvolvidos pelas duas universidades nas áreas de políticas afirmativas, de assistência estudantil, extensão e internacionalização. Da Propae, compunham a delegação da Unilab o pró-reitor de Políticas Afirmativas e Estudantis, professor Alexandre Cunha, o coordenador de Políticas Afirmativas, professor Carlos Subuhana, e a coordenadora de Políticas Estudantis, a assistente social Socorro Maciel. Pela Prograd, participou a coordenadora de Acompanhamento Curricular, professora Leilane Barbosa.

Tarcísio Vago discorreu sobre o programa de Ações Afirmativas, destacando dois projetos: Leitura e Produção de Textos Acadêmicos – realizado em parceria com o programa Redigir, da Faculdade de Letras (Fale), com o GIZ, vinculado à Pró-reitoria de Graduação (Prograd), e com o Centro de Apoio ao Ensino a Distância (Caed) – e o Programa de Bolsas para Mães Provedoras, em parceria com a Prograd.

As ações promovidas pelas Redes Juventude, Saúde Mental e Cidade foram apresentados pela pró-reitora adjunta de Extensão da UFMG, Cláudia Mayorga.

Acolhimento a estudantes internacionais

Os representantes da Unilab expuseram suas ações de acolhimento aos estudantes internacionais, que são organizadas em quatro projetos que se articulam: o Programa de Acolhimento Institucional a Estudantes (Paie); a Semana de Ambientação Acadêmica (Samba); o programa de imersão acadêmica Trilhas, que acompanha os estudantes ao longo do curso, e o programa Pulsar, que estimula práticas culturais e de sociabilidade dos universitários.

Tarcisio Mauro Vago definiu como “bastante rico e proveitoso” o intercâmbio de projetos. “Os programas compartilhados serão acompanhados e podem motivar ajuda mútua entre as instituições”, disse. Os dirigentes da Unilab visitaram a moradia estudantil no bairro Ouro Preto, os refeitórios e o Hospital Risoleta Neves, que articula ações de ensino, pesquisa e extensão da UFMG.

Também participou das reuniões o presidente da Fundação Universitária Mendes Pimentel (Fump), Allan Claudius Barbosa. Ele e integrantes da Fundação descreveram as ações de assistência estudantil (programa de bolsas, moradia, refeitório, assistência à saúde) e também o sistema de informações e gerenciamento de todos os programas mantidos na UFMG. A Diretoria de Relações Internacionais (DRI), por sua vez, apresentou os projetos desenvolvidos no Centro de Estudos Africanos (CEA).

Segundo Tarcísio Vago, a interlocução com a Unilab deve se estender para as demais pró-reitorias. “O intercâmbio pode ser interessante também em outras áreas. Certamente serão organizados mais encontros como esse”, disse.

Com informações de www.ufmg.br

Comentários encerrados.