“Práticas locais, saberes globais” é tema da II Semana Universitária da Unilab

DESTAQUE_Semana Universitaria Unilab-03

De 12 a 14 de novembro a comunidade acadêmica da Unilab participa da II Semana Universitária. São, em todos os campi, 25 mini-cursos, três oficinas, sete palestras e duas mesas-redondas debatendo as várias áreas do saber em que a Unilab se insere. Ocorrem ainda apresentações de trabalhos científicos e de extensão. Inscreva-se na página do evento.

Acompanhe a transmissão, ao vivo, da solenidade de abertura.

Nesta edição, o evento é norteado pela temática “Práticas locais, saberes globais”. “O conhecimento científico se constrói a partir do compartilhamento de saberes, que é a base conceitual da própria Unilab, enquanto instituição de produção de conhecimento acadêmico e científico, ou seja, a interdisciplinaridade e a integração dos saberes, sejam eles de diferentes ramos da ciência, científicos ou de base tradicional/ancestral”, sublinha o texto de apresentação da Semana.

Ainda dentro da Programação da Semana Universitária acontecem seis encontros: IV Encontro de Iniciação Científica, III Encontro de Extensão, Arte e Cultura, II Encontro de Educação a Distância, II Encontro de Iniciação à Docência, I Encontro de Práticas Docentes e Discentes e I Encontro de Pós-Graduação.

A II Semana Universitária é organizada pelas pró-reitorias de Graduação (Prograd), Pesquisa e Pós-Graduação (Proppg), Extensão, Arte e Cultura (Proex) e pela Diretoria de Educação Aberta e a Distância (Deaad).

Programação cultural abrange diversas linguagens artísticas

Além das atividades acadêmicas, a II Semana Universitária terá programação cultural com diversas linguagens artísticas.

No dia 12, a abertura fica por conta do Ritmo Quilombola, seguida de roda de cultura com a participação da Rede de Arte, Cultura e Agricultura Familiar. No fim da tarde, ocorre a apresentação do Coral Timor Leste.

A sexta-feira (13) conta com danças típicas de Moçambique, o projeto Cultura de Matriz Africana (Pró-Reitoria de Extensão), apresentação de vídeos – No muro e No Ceará dos grafites – e noite de kisomba, com DJs. Durante os dois dias, a exposição Narrativas Sensíveis estará na Unidade Acadêmica dos Palmares.

Encerrando a programação, o sábado (14) traz Laboratório de Arte Urbana, a esquete teatral “Sinapse em curto: o saber que transforma”, do grupo ACEP de Teatro, desfile de trajes e penteados típicos e danças típicas.

Confira a programação cultural completa.

Comentários encerrados.