Consciência Negra é tema de debates de 23 a 26 de novembro

O Dia da Consciência Negra e a Década Internacional de Afrodescendentes estão na pauta de uma série de palestras e debates, de 23 a 26 de novembro, no auditório do bloco didático do Campus da Liberdade, em Redenção/CE. A programação é organizada pelo Grupo de Pesquisa África-Brasil: Produção de conhecimento, Sociedade Civil, Desenvolvimento e Cidadania Global, o Projeto Conexões África-Brasil e Diálogos do Sul e o Projeto Arte, Ciência e Diversidade, da Unilab. As inscrições podem ser feitas por e-mail para grupo.africabrasil@unilab.edu.br.

O objetivo é criar um espaço de reflexão e de debate sobre a Consciência Negra e a Década Internacional de Afrodescendentes, institucionalizada, este ano, pela Organização das Nações Unidades (ONU), por meio da Resolução 68/237/2013, para promover e reforçar os direitos econômicos, sociais, culturais, civis e políticos de negros e negras, bem como sua participação plena e igualitária em todos os aspectos da sociedade. O evento se estrutura em eixos temáticos que abordam a memória da escravidão, violência, identidade, ação coletiva e produção de um conhecimento crítico e autônomo em suas diferentes esferas, tanto no Brasil como na África.

“É neste contexto também que identificamos, no plano pedagógico e acadêmico, o papel da Unilab, onde os princípios da ética, diversidade, defesa dos direitos humanos, inclusão social com qualidade, visando à equidade e à justiça social, assumem um papel de destaque e proporcionam um momento propício para ações e debates relacionados à Consciência Negra e à Década Internacional de Afrodescendentes”, diz o professor Bas’Ilele Malomalo, do Instituto de Humanidades e Letras (IHL) e coordenador do Grupo de Pesquisa Brasil-África.

Programação
Local: Campus de Liberdade, auditório do Bloco Didático:

23 de novembro de 2015
14h – 16h
Memórias: Escravidão, Tráfico transatlântico e o Pós-abolição.
Frankc Ribard (UFC); Rafael Cunha Scheffer; Bas´Ilele Malomalo (Unilab); Elvis Bruno (Escola Brunilo Jacó).

16h – 18h
Diálogos sobre a educação e as africanidades: interculturalidade, interdisciplinaridade e relações raciais em questão.
Jaqueline Freire; Antônio Roberto Xavier (UNILAB)

18h30 – 22h
Década Internacional de Afrodescendentes: Reconhecimento, Justiça e desenvolvimento Brasil-África.
Franck Ribard (UFC); Antônio Roberto Xavier; Bas´Ilele Malomalo (Unilab); Elvis Bruno (Escola Brunilo Jacó).

24 de novembro de 2015
14h – 18h
África-Brasil: Educação, identidade, religiosidade e estética
Geranilde Costa; Robson Cruz; Larissa Gabara (Unilab)

18h30 – 22h
África-Brasil: Desvelando tradições e contradições na história da educação
Austelino Taveres (MEC/Cabo Verde/UECE); Luís Tomas; Jeannette Ramos (UNILAB)

25 de novembro de 2015
14h – 18h
Consciência Negra: Violência contra mulheres e jovens negros/as
Vera Rodrigues; Marcos Silva (Unilab)

18h30 – 22h
África-Brasil: Filosofia, arte, ciência e tecnologia
Ivan Maia; Rosália Menezes; Bas´Ilele Malomalo (Unilab)

26 de novembro de 2015
14h – 18h
Consciência Negra: Educação, Identidade e Intelectualidade
Artemisa Odila; Evaldo Ribeiro (Unilab)

18h30 – 22h
Sociologia africana e epistemologia África-Brasil: caminhos da emancipação
Victor Macedo; Ricardino Teixeira (Unilab)

 

 

 

Comentários encerrados.