Primeiros egressos de Administração Pública têm colação de grau antecipada para ingressarem em mestrados na USP e UFPR

Os estudantes Greg Jordan Alves Silva e Karine Sousa Julião, do curso de Administração Pública da Unilab, colaram grau em cerimônia especial nesta sexta-feira (22). Foto: Assecom Unilab.

Os estudantes Greg Jordan Alves Silva e Karine Sousa Julião, do curso de Administração Pública da Unilab, colaram grau em cerimônia especial nesta sexta-feira (22). Foto: Assecom Unilab.

Os estudantes Greg Jordan Alves Silva e Karine Sousa Julião, primeiros egressos do curso de Administração Pública da Unilab, colaram grau em cerimônia especial nesta sexta-feira (22). O motivo orgulha a toda a comunidade acadêmica: os dois foram aprovados em seleções de mestrado na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e na Universidade de São Paulo (USP), respectivamente.

Aos 22 anos, moradores do Maciço de Baturité – ele, de Pacoti; ela, de Barreira –, os jovens viveram os desafios e vantagens em ser da primeira turma do curso de Administração Pública da Unilab. Oriundos da rede pública de ensino da região, ingressaram na universidade e ainda no primeiro semestre começaram a trajetória de pesquisa acadêmica, com bolsas de iniciação científica.

“A nossa passagem aqui pela Unilab foi toda marcada por desafios. Como fomos a primeira turma do curso, acabamos pegando as melhores oportunidades, que foram aparecendo primeiro, as bolsas de iniciação cientifica, que tiveram muita importância na escolha de seguir a carreira acadêmica, tanto eu como a Karine fomos bolsistas vários anos de iniciação científica, publicamos em eventos, apresentamos tanto pôster como comunicações orais”, destacou Greg, acrescentando também o apoio institucional em permanência estudantil, bolsas de pesquisa e auxílios para participação em eventos acadêmicos.

Karine sublinhou que, além do crescimento profissional, a Unilab proporcionou outro olhar sobre a própria região em que ela nasceu. “A gente vê o diferencial da nossa formação por ter estudado em uma universidade pública, localizada em uma região que sofre com falta de infraestrutura, e também uma instituição que trabalha com a cooperação internacional. Nós podemos ver, hoje, a nossa própria região com outros olhos, e isso vai influenciar muito em toda a nossa formação acadêmica, até como pesquisador”, ressaltou.

Os dois estudantes demonstram interesse em seguir carreira acadêmica e retornar à Unilab como professores. “A minha expectativa é ir, mas voltar. Eu quero devolver, como o reitor falou, para as pessoas que me ajudaram, o meu potencial, de desenvolver o meu trabalho. A minha jornada na Unilab não acaba aqui. Quero voltar como professora e contribuir com a universidade e o Maciço de Baturité”, afirmou Karine.

Cerimônia

Da esquerda para a direita: o reitor da Unilab, Tomaz Mota Santos, o estudante Greg Jordan, a estudante Karine Sousa, a pró-reitora de Graduação, Andrea Linard, e o vice-reitor, Aristeu Lima. Foto: Assecom Unilab.

A cerimônia especial de colação de grau dos dois formandos contou com a participação do reitor da Unilab, Tomaz Mota Santos, junto com o vice-reitor, Aristeu Lima, a pró-reitora de graduação, Andrea Linard, a diretora do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), Rosalina Semedo, a coordenadora do curso de Administração Pública, Vilma Faria, e a diretora de Educação Aberta e a Distância, Maria Aparecida Silva.

Considerados os primeiros frutos do curso de Administração Pública, Greg e Karine ouviram palavras de incentivo e alegria e também puderam rememorar a trajetória no curso, entrelaçada com o próprio começo da Unilab.

A orientadora, Vilma Faria, destacou que os estudantes “são as primícias de uma grande colheita, cuja semeadura começou em maio de 2011. Como orientadora dos dois alunos, me sinto privilegiada de fazer parte de uma história pautada pelo trabalho árduo, perseverança e muita vontade de vencer os obstáculos que foram surgindo no caminho”.

Os formandos junto com a diretora de Educação Aberta e a Distância, Maria Aparecida Silva; a coordenadora do curso de Administração Pública, Vilma Faria; e a diretora do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Rosalina Semedo.

A professora Rosalina celebrou o sonho da universidade ter se tornado realidade e desejou felicidades na nova caminhada. Emocionada, a professora Maria Aparecida Silva relembrou os momentos vividos com os discentes, aos quais ministrou disciplinas em praticamente todos os semestres do curso. “Eu faço parte da história de vocês, mas vocês também fazem parte da história da minha vida!”, disse.

A pró-reitora de Graduação, Andrea Linard, lembrou que o curso de Administração foi o mais procurado do país nesta última edição do Sisu, segundo o Ministério da Educação (MEC). “Vocês espelham isso na Unilab. Fiquei muito feliz com a conquista!”, parabenizou.

O vice-reitor, Aristeu Lima, frisou que o momento é de prestar contas à sociedade pelo investimento em educação e também de salientar o papel importante das famílias, que fazem um grande esforço para mandar os filhos à universidade e mantê-los estudando. Aristeu reforçou ainda o papel da Unilab, que, mesmo uma instituição jovem, promove educação de qualidade e possibilita novos voos aos discentes. “Há cinco anos, quem acreditaria que haveria uma universidade no Maciço de Baturité e de lá os alunos sairiam para os melhores programas de pós-graduação do Brasil? É como diz o ditado, ‘Não sabendo que era impossível, foi lá e fez’. Dá para se formar bem na Unilab e passar em excelentes mestrados”, ressaltou.

Por fim, o reitor, Tomaz Mota Santos, falou da importância da graduação no tripé da universidade (ensino, pesquisa e extensão) e o quanto o conhecimento pode modificar a realidade. “A graduação é fundante na universidade. A universidade é uma empreitada de várias gerações. Eu tenho para mim que daqui a dez anos o Maciço de Baturité não será o mesmo. O MEC divulgou um estudo do IPEA dizendo que 35% dos jovens universitários entre 18 e 24 anos são os primeiros das respectivas famílias a cursarem a universidade. Aqui no Maciço penso que são muito mais!”, destacou.

Comentários encerrados.