Edital seleciona bolsistas para Programa de Acolhimento e Integração de Estudantes Estrangeiros

Estudantes da Unilab (Acervo Assecom/Unilab)

Estudantes da Unilab (Acervo Assecom/Unilab)

A Coordenação de Políticas Afirmativas, da Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae) da Unilab, lançou edital com vagas para bolsistas do Programa de Acolhimento e Integração de Estudantes Estrangeiros (PAIE). Inscrições vão de 18 a 23 de março.

São 10 vagas para o trimestre de 2015.3, sendo 3 tutores para o Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA, e 7 para o Campus da Liberdade, em Redenção/CE. Há ainda 6 vagas para voluntários, divididas igualmente entre Ceará e Bahia.

Confira o edital.

Retificação – Edital 01/2016

Uma vez selecionados, os tutores são treinados para desenvolver atividades de acompanhamento aos seus tutorandos, visando a permanência, a integração e o pleno desempenho acadêmico do estudante estrangeiro recém-ingresso. Após a sua chegada na Unilab, o estudante fica hospedado em hotel e/ou pousada e é acompanhado por aproximadamente três meses ou até que esteja integrado ao ambiente universitário. Nesse período, são realizadas reuniões sistemáticas para o monitoramento dos procedimentos, o que oportuniza correções e aperfeiçoamento do processo seletivo de estudantes estrangeiros.

Sobre o Paie

O processo de acolhida dos estudantes estrangeiros é uma ação conjunta entre as Pró-Reitorias acadêmicas da instituição, tendo à frente a Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae), através do Programa de Acolhimento e Integração de Estudantes Estrangeiros (Paie), criado a partir da Resolução Nº 28, de 18 de novembro de 2014. O estudante é acompanhado, orientado e apoiado no que diz respeito à sua integração à vida acadêmica, acomodação, regularização junto aos órgãos competentes, registros acadêmicos, procedimentos de saúde e inserção no Programa de Assistência Estudantil (PAES). Inicia-se logo após a sua confirmação de interesse de matrícula, ainda no seu país de origem, através de meios virtuais e redes sociais.

Comentários encerrados.