Ato/Debate Contra o Golpe Militar-Burguês de 1964 e suas repercussões no presente é realizado na Unilab

militar

Após 52 anos do golpe que deu origem à Ditadura Militar no Brasil, a Unilab convida a comunidade universitária e os moradores da Região do Maciço do Baturité para participar do “Ato/Debate Contra o Golpe Militar-Burguês de 1964”.

O evento acontece nesta quinta (31), a partir das 14h, no Auditório II do Campus das Auroras, e visa realizar um momento de reflexão sobre as violências e autoritarismos decorrentes da aliança entre militares e burgueses após 1964.

Para a organização do evento, esse é um momento importante para que os erros do passado não voltem a se repetir no presente. “Entendemos a necessidade de analisar tragédias do passado para impedir que sejam repetidas no presente, uma vez que, atualmente, a farsa forjada por setores da mídia, do empresariado e do judiciário colocam em risco nossa frágil e jovem democracia,” defendem.

Durante o evento haverá relatos de moradores idosos da região do Maciço que vivenciaram os “anos de chumbo”. Em seguida, ocorrerá um debate com o juiz Federal do Trabalho, Silvio Mota, e o ex-preso político, José Machado, que participaram de movimentos de resistência à ditadura militar e foram presos e torturados. O debate também contará com a participação de Lúcia Alencar, Diretora do Instituto Frei Tito de Alencar.

ditadura

O Ato/Debate é promovido pelo Curso de Defensoras e Defensores dos Direitos à Cidadania; Núcleo de Políticas de Gênero e Sexualidade (NPGS); Grupo de Estudos e Pesquisas em Política e Desenvolvimento (GEPD); Grupo de Pesquisa: Trabalho, Cultura e Migrações no Ceará (GPTCM); Grupo Interdisciplinar Marxista (GIM) e Mestrado Interdisciplinar em Humanidades da Unilab.

Os coordenadores do evento e professores do Instituto de Humanidades e Letras, Edson Holanda, José Weyne, Roberto Kennedy e Violeta Holanda têm como objetivo, além de propor debates sobre o delicado momento que vivemos, estimular pesquisas sobre o tema entre os graduandos e mestrandos do IHL.

Sobre os debatedores

Silvio Mota – Juiz Federal do Trabalho (CE), Ex-combatente da GTA/CE (ALN), Membro do Comitê Memória, Verdade e Justiça (CE) e da Associação Brasil-Cuba.

José Machado Bezerra – Ex-preso político e anistiado político

Lucia Alencar – Articuladora de Educação em Direitos Humanos da Coordenadoria Estadual dos Direitos Humanos, Diretora do Instituto Frei Tito de Alencar e membro do Comitê de acompanhamento da Sociedade Civil da Comissão de Anisita/MJ (CASC).

Edson André, Zivan Rabelo, Biá, Ana Amélia (filha do Sr. Astrolábio) e Adauto Segundo – Moradores de Baturité na época do Golpe e da Ditadura.

Comentários encerrados.