Restaurante Universitário divulga resultado de pesquisa de satisfação

almoco-tipico-restaurante-universitario-1-samba-unilab-

A Seção de Alimentação e Nutrição da Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae) realizou pesquisa de satisfação dos Restaurantes Universitários (RUs) da Unilab, com o intuito de qualificar as ações e avaliar a prestação do serviço da empresa fornecedora de alimentação, conforme disposto no termo de referência do contrato nº 04/2015.

A pesquisa foi realizada no Ceará e na Bahia, porém, o relatório apresenta apenas os dados do Ceará. Os contratos, o padrão de cardápio e as empresas fornecedoras são diferentes nos dois estados. Por meio de formulário eletrônico elaborado pela equipe de nutrição da Unilab, a pesquisa aplicou-se no período de 23 a 27 de novembro de 2017.

O formulário levantava questões socioeconômicas dos usuários, de frequência de uso dos RUs, da existência de patologias associadas à alimentação, de avaliação das preparações e do serviço. Na avaliação do serviço, os participantes deveriam atribuir uma nota de 1 a 6, em que o menor valor representava o máximo de insatisfação e o maior, o máximo de satisfação. Também havia espaço para recepção das críticas e sugestões.

Participaram da pesquisa 920 pessoas, sendo 83,7% brasileiras. A maior parte dos participantes (43,15%) foi de pessoas com idade entre 20 e 25 anos e a idade média dos participantes foi de 26,9 anos. Encontrou-se proporção semelhante em ambos os sexos, sendo o masculino levemente superior (50,87%). Quanto ao município de residência, a maioria (68,7%) dos entrevistados reside na região do Maciço de Baturité, dentre eles Redenção e Acarape.

Resultados

A maior nota foi no quesito higiene dos funcionários (4,66) e a pior foi o tempo de espera na fila (2,94). A avaliação global foi considerada regular, conforme categorização estabelecida.

Na seção de críticas e sugestões, aspectos de variedade e sabor das preparações e o longo tempo de espera na fila foram os itens mais criticados. Outras categorias apontadas por proporção significativa dos participantes foram desconforto térmico (10,32%) e espaço insuficiente dos RUs (8,47%). Dentre as sugestões de melhorias ao serviço, as mais referidas pelos participantes foram: fila exclusiva para servidores (18,64%) e disponibilização de dois funcionários no porcionamento proteico (10,17%).

Segundo a equipe que elaborou e analisou a pesquisa, algumas melhorias apontadas pelos usuários já foram implementadas: disponibilização de sopa no jantar; duas opções de sobremesa; maior frequência de frutas nas sobremesas; aumento da per capita de suco e inclusão de novos alimentos no padrão de cardápio. Além disso, ações no sentido do aumento na variedade de alimentos nas preparações, especialmente as saladas, e da melhoria no sabor e na apresentação dos pratos são realizados pela equipe de nutricionistas da Unilab junto à contratada.

A pesquisa conclui ainda que “a ampliação do espaço físico dos refeitórios, a climatização e a instalação do sistema de catracas são ações urgentes no sentido de garantir mais conforto e ganho de tempo pelos usuários dos RUs da Unilab”, entre outras medidas sugeridas.

Confira o relatório da pesquisa.

Comentários encerrados.