Seminário discute “A Formação dos Centros Africanos no Brasil” e “Relações Institucionais e as Pesquisas Brasil-África” nos dias 04 e 05 de maio, no Malês

brasil-africa

Acontece nesta quarta e quinta-feira, 04 e 05 de maio de 2016, o Seminário Permanente de Estudos Africanos e da Diáspora, às 15h, no auditório do Campus dos Malês. No primeiro dia, será discutido “A  Formação dos Centros Africanos no Brasil” e, no segundo dia, o evento abordará o tema “Relações Institucionais e as Pesquisas Brasil-África”.

O objetivo do seminário é fomentar debates e trocas de experiências fortalecendo a formação e institucionalização do Centro Interdisciplinar de Estudos Africanos e da Diáspora (CIEAD), no Malês. O Centro, assim como a ação, tem também o intuito de fortalecer a perspectiva de internacionalização e de integração com os países africanos, de acordo com as diretrizes da universidade.

Confira a programação abaixo, assim como uma breve apresentação dos convidados:

Cartaz Seminario Permanente de Estudos Africanos (1)

Prof. Valdemir Donizette Zamparoni (UFBA)

Graduado em História pela Universidade de São Paulo (1979) e doutorado em História Social pela mesma Universidade (1998) e Pós-Doutoramento pela Universidade de Lisboa (2008-2009). Atualmente, é professor do Programa de Pós-Graduaçao em História e do Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Estudos Étnicos e Africanos, do qual foi coordenador (2013-2015), no Centro de Estudos Afro-Orientais, ambos da Universidade Federal da Bahia; Professor dos Mestrados em História da África e de Angola na Universidade Agostinho Neto (Angola) 2008/2009.

Prof. Claudio Alves Furtado

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1985), mestrado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1988) e doutorado em Sociologia pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da USP(1994). Atualmente, é professor da Universidade Federal da Bahia, membro do comité executivo do Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais em Africa (CODESRIA) entre 2012 e 2015 e presidente da direção da Associação Internacional de Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa (2011-2015).

Prof. Edson Borges

Pró-Reitor de Relações Institucionais (PROINST) e professor Adjunto A da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). Participa do Conselho Editorial das revistas Estudos Afro-Asiáticos (EAA), publicação quadrimestral do CEAA / UCAM / IUPERJ e da Revista África, publicada pelo Centro de Estudos Africanos – CEA, da Universidade de São Paulo (USP). Doutor em História Comparada pelo Programa de Pós-Graduação em História Comparada do Instituto de História da UFRJ. Mestre em Ciência Social (Antropologia Social, com concentração em Antropologia Africana) pela Universidade de São Paulo (1997). Bacharel em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Foi pesquisador do Centro de Estudos Afro-Asiáticos da Universidade Cândido Mendes-UCAM e editor da revista Estudos Afro-Asiáticos (CEAA/UCAM).

Prof. Acácio Sidinei Almeida Santos

Possui graduação (1990) e mestrado (1996) em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo(PUC/SP), doutorado (2004) em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP/SP) e Pós-doutorado (2006-2007) pela Faculdade de Saúde Pública / USP. Atualmente, é professor da UFABC – Universidade Federal do ABC; presidente do Conselho Deliberativo da Casa das Áfricas; pesquisador associado ao Grupo de Antropologia da Comunicação da Université Félix Houphouët-Boigny (Côte d´Ivoire). Foi professor da UNILAB – Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (IES Federal), da UNESP – Campus de Araraquara, da PUC – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, da FACAMP – Faculdades de Campinas e nos cursos de especialização (UNIAFRO) da UFU – Universidade Federal de Uberlândia, UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais e UFPR – Universidade Federal do Paraná.

Prof. Eduardo Ferreira dos Santos

Professor Adjunto da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) – Campus dos Malês em São Francisco do Conde/BA. Possui doutorado em Filologia e Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo (2015) com tese sobre as sentenças marcadas para o foco na variedade africana do português falado no município do Libolo, em Angola, a partir de uma abordagem minimalista. É mestre em Filologia e Língua Portuguesa (2010) e bacharel em Linguística e Português (2007) pela mesma instituição. É pesquisador e coordenador da base de dados de fala do Projeto Libolo (USP/Universidade de Macau).

Profa. Fábia Barbosa Ribeiro

Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo (2010); mestre em História Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP (2003) e graduada em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP (1998). Possui experiência no Ensino Superior nas áreas de educação, pesquisa e questões sociais, atuando principalmente junto aos seguintes temas: História da África, metodologia e prática do ensino de História, escravidão. Lecionou na UniFMU, nos cursos de História, Pedagogia e Serviço Social e como professora colaboradora do curso de Especialização em História da África e do Negro no Brasil da UNICASTELO. Foi investigadora associada ao Centro de Estudos Africanos da Universidade Eduardo Mondlane (UEM) em Moçambique. Atualmente, é professora do Instituto de Humanidades e Letras da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira.

Comentários encerrados.