Unilab fará parceria com a Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura

Composição da mesa durante o Seminário Tecnológico.

Composição da mesa durante o Seminário Tecnológico.

Na manhã de ontem, terça-feira (3) a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) selou mais uma parceria que, certamente, irá impulsionar seu desenvolvimento científico e tecnológico por meio da pesquisa e do fortalecimento cultural. O mais novo parceiro é a Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura (FCPC).

Esse acordo foi concretizado durante a realização do “Seminário Tecnológico”, realizado no Auditório I do Campus das Auroras, em Redenção/CE, no qual foi apresentado um pouco da história e das experiências de mais de três décadas da FCPC no campo da cultura e da pesquisa acadêmica. Em seguida, houve um debate entre o presidente da FCPC, Antônio Guimarães, e os professores-pesquisadores presentes.

Além do presidente da FCPC, o evento contou com as presenças do Reitor Pro Tempore da Unilab, Tomaz Santos; da Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação, Albanise Marinho, da Pró-reitora de Extensão, Arte e Cultura (Proex), Rafaella Pessoa; e David Ferreira, representando a Pró-reitoria de Relações Institucionais (Proinst), além de professores, estudantes e demais pró-reitores da Unilab.

“Tenho convicção de que esse apoio da Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura será indispensável e fundamental para que as nossas atividades acadêmicas tenham um maior desenvolvimento. A cooperação estreita entre as universidades e as fundações resultam sempre em bons resultados. Por isso, agradeço a presteza da FCPC em atender as nossas solicitações”, ressaltou Tomaz Santo na sua fala de abertura do seminário.

Antônio Guimarães: Presidente da FCPC.

Antônio Guimarães: Presidente da FCPC.

Em sua palestra, Antônio Guimarães destacou o papel de facilitador da FCPC no campo da pesquisa. Lembrou que a Fundação pode oferecer todo o assessoramento técnico, atuando da importação de tecnologia e insumo a prospecção de financiamentos, auxiliando e proporcionando as condições físicas e financeiras para a execução das pesquisas acadêmicas.

Guimarães falou também da parceria com a Unilab. “Meu maior objetivo aqui é poder contribuir com o progresso dessa instituição. Para isso, eu preciso conhecer o perfil da Unilab. Qual o potencial da pesquisa nessa universidade? O que é que foi feito em termos de pesquisa até esse momento? Quais são suas áreas prioritárias? A partir desse perfil posso prospectar e contribuir, afinal, sem pesquisa nenhuma universidade pode crescer”, detalhou o presidente da FCPC.

Sobre a Fundação

Durante seus 39 anos de funcionamento a FCPC tem cumprido suas metas de prestar apoio a projetos de ensino, pesquisa e extensão e no desenvolvimento institucional, científico e tecnológico, mediante a celebração de contratos ou convênios com Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). Tem também colaborado com ações públicas e privadas de interesse da sociedade. Atualmente mantém parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia (IFCE), atua ao lado da Universidade Federal do Ceará (UFC) nos campi do interior e fará parceria com a Unilab.

Comentários encerrados.