Semana da África ocorre de 18 a 28 de maio, com tema “Ubedehe, ação coletiva”

Destaque_SemanaDestaque2016

De 18 a 28 de maio, a Unilab realiza a Semana da África, com o tema “Ubedehe, ação coletiva”. O evento traz oficinas, rodas de conversa, mesas-redondas, palestras, conferências, festival na praça do Obelisco, entre outras atividades.

A Semana da África é uma iniciativa de estudantes africanos em Redenção, em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex) e a Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae), e em colaboração com professores africanos, brasileiros e afro-brasileiros.

“A oportunidade de promover um evento dessa natureza decorre da intensa vontade de estabelecer trocas científicas e culturais entre estudantes, professores, técnicos administrativos, intelectuais africanos e brasileiros, professores e alunos do ensino básico e médio do Maciço de Baturité e do estado de Ceará. O interesse em constituir um fórum acadêmico e cultural com uma periodicidade anual”, declara a organização do evento.

Nos primeiros dias ocorrem as oficinas e rodas de conversa. No dia 23, às 9h, será a abertura oficial do evento, com o reitor da Unilab, pró-reitores e representantes de discentes e docentes. Em seguida, às 9h30, haverá a conferência “África contemporânea: direitos e papel da mulher africana no contexto atual”, com a ministra da Educação de Guiné-Bissau, Maria Odete Gomes Semedo. Pela tarde, ocorre a mesa-redonda “Estudos africanos na diáspora brasileira: Lei 10.639/2003”.

No dia 24, ocorrem duas mesas-redondas, pela manhã e tarde: “Situação sócio-política e econômica da África no século XXI: conquistas, conflitos e perspectivas” e “Unilab: cooperação Sul-Sul, mecanismos de integração e o olhar da comunidade da Unilab para a África”.

Já no dia 25 ocorre a palestra “Os 133 anos da abolição em Redenção e a integração hoje entre a comunidade de Redenção e as comunidades Afro-Ásia”, com a professora Maria Bandeira. Às 18h30 haverá “No djunta mon”, poesias. E às 19h ocorre a mesa-redonda “O papel da União Africana no Desenvolvimento e na Resolução de Conflitos em África”.

No penúltimo dia da Semana da África terá festival de arte e gastronomia africana, desfile de moda, penteados afro, recital de poemas, exposição de livros, fotos, tendas das nações da Comunidades de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Festival de Músicas e danças africanas, timorenses e brasileira na Praça do Obelisco, em Redenção/CE. Será a partir das 15h. E no dia 28 haverá a festa de comemoração, a partir das 21h.

Veja aqui a programação completa e se inscreva neste formulário online.

Comentários encerrados.