Conferência marca lançamento do Observatório da Vida Estudantil da Unilab nesta quinta-feira (12)

Estudantes da Unilab_

Nesta quinta-feira (12) ocorre o lançamento do programa Observatório da Vida Estudantil (Observe), da Unilab. Será às 10, no auditório do bloco didático, no Campus da Liberdade. Na ocasião, haverá conferência proferida pela pesquisadora Sônia Sampaio, professora titular do Instituto de Artes, Humanidades e Ciências Professor Milton Santos (UFBA). Ela é doutora em Educação pela UFBA/Paris8, com pós-doutorado pela Paris8 e membro de l’Institut des Sagesses du Monde.

O Observe/Unilab tem por objetivo conhecer, compreender e acompanhar a trajetória de vida e as vivências pessoais e acadêmicas dos estudantes brasileiros e internacionais da Unilab, com vistas a viabilizar sua permanência exitosa na Universidade. A Unilab entra para o pequeno grupo de universidades brasileiras que contam com um Observatório dessa natureza.

Como afirma a professora Sônia Sampaio, coordenadora do Observatório da Vida Estudantil da Universidade Federal da Bahia (OVE/UFBA) e que proferirá a conferência de lançamento do Observe/Unilab, a universidade brasileira não tem o hábito de dar visibilidade a seus atores, aqueles que constroem o cotidiano acadêmico – estudantes, docentes, técnico-administrativos. Esses sujeitos não costumam ser objeto de estudo sistemático que utilize metodologias sensíveis para expressar aspectos de sua cultura e subjetividade e consequentemente promover uma melhor aproximação aos dilemas cotidianos vivenciados.

No caso do Observe/Unilab, a expectativa é de que a Unilab/ Propae passe a contar com informações úteis ao aprimoramento dos processos de planejamento, gestão, execução e avaliação da política de assistência estudantil em curso, construindo instâncias e instrumentos que possibilitem a participação e o acompanhamento dos itinerários dos estudantes. Por meio do Observe/Unilab também se poderá incentivar a participação e o controle sociais dos estudantes na política de assistência estudantil, nos níveis do planejamento, gestão e avaliação, através da criação de espaços de diálogo, como conselhos e fóruns permanentes; articular e fortalecer a interlocução entre universidades nordestinas, nacionais e internacionais, através de promoção de seminários, encontros, fóruns; constituição de parcerias; institucionalização de uma rede abrangente de informações como dispositivo de troca de experiências.

O programa está ligado administrativamente à Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae) e terá sede na Unidade Administrativa dos Palmares, bloco II, sala 103. Funcionará também no Campus de São Francisco do Conde/BA.

A equipe que o comporá, em fase de constituição, será composta por pesquisadores externos, docentes da Unilab, técnicos-administrativos e 12 bolsistas, oito no Ceará e quatro na Bahia. A equipe também se encontra aberta à participação da comunidade interna e externa.

Comentários encerrados.