Unilab lança o Programa Observatório da Vida Estudantil

Da esquerda à direita: professora Sônia Sampaio, reitor pro tempore Tomaz Santos e o pró-reitor, Alexandre Cunha.

Da esquerda à direita: professora Sônia Sampaio, reitor  Tomaz Santos e o pró-reitor Alexandre Cunha.

Aconteceu na manhã da última quinta-feira, no auditório do Bloco Didático no Campus da Liberdade, em Redenção/CE, o lançamento do programa Observatório da Vida Estudantil (Observe/Unilab).

O evento contou com as presenças do reitor pro tempore da Unilab, Tomaz Santos; do pró-reitor de Políticas Afirmativas e Estudantis, Alexandre Cunha; do representante da Comissão de Entidades Estudantis da Unilab, Jorge Cambinda, aluno angolano do curso de Sociologia; e da professora Sônia Sampaio, que proferiu uma conferência no lançamento do Observe/Unilab.

Em sua fala de abertura, o pró-reitor Alexandre Cunha destacou os vários objetivos do Observe, como, dentre outros, o levantamento de dados qualitativos e quantitativos, a pesquisa de campo e o aprofundamento teórico a partir do entendimento da literatura científica sobre o tema.

Pró-reitor de Políticas Afirmativas e Estudantis, Alexandre Cunha.

Pró-reitor de Políticas Afirmativas e Estudantis, Alexandre Cunha.

“Assim, podemos sair do senso comum para uma visão mais técnica e científica sobre a vida estudantil. Porque este observatório vai nos possibilitar conhecer mais de perto a realidade e o perfil dos nossos estudantes. E esse conjunto de informações será útil não apenas para a Propae (Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis), mas para todos os setores da Unilab”, ressaltou Alexandre Cunha.

Essa visão de que o observatório resultará num aprimoramento da política estudantil também foi corroborada pelo representante dos estudantes. “Quero aqui saudar a todos por terem pensado e elaborado um programa com essa magnitude. Tenho certeza de que com esse programa (Observe) ganhamos todos nós. Porque este é um programa que vai estudar e conhecer a fundo a realidade dos estudantes”, afirmou o estudante Jorge Cambinda

Sobre o Observe

O Observe/Unilab tem por objetivo conhecer, compreender e acompanhar a trajetória de vida e as vivências pessoais e acadêmicas dos estudantes brasileiros e internacionais da Unilab, com vistas a viabilizar sua permanência exitosa na Universidade. A Unilab entra para o pequeno grupo de universidades brasileiras que contam com um Observatório dessa natureza.

Como afirmou a professora Sônia Sampaio, coordenadora do Observatório da Vida Estudantil da Universidade Federal da Bahia (OVE/UFBA), a universidade brasileira não tem o hábito de dar visibilidade a seus atores, aqueles que constroem o cotidiano acadêmico – estudantes, docentes, técnico-administrativos. Esses sujeitos não costumam ser objeto de estudo sistemático que utilize metodologias sensíveis para expressar aspectos de sua cultura e subjetividade e consequentemente promover uma melhor aproximação aos dilemas cotidianos vivenciados.

2
No caso do Observe/Unilab, a expectativa é de que a Unilab/ Propae passe a contar com informações úteis ao aprimoramento dos processos de planejamento, gestão, execução e avaliação da política de assistência estudantil em curso, construindo instâncias e instrumentos que possibilitem a participação e o acompanhamento dos itinerários dos estudantes.

Por meio do Observe/Unilab também se poderá incentivar a participação e o controle sociais dos estudantes na política de assistência estudantil, nos níveis do planejamento, gestão e avaliação, através da criação de espaços de diálogo, como conselhos e fóruns permanentes; articular e fortalecer a interlocução entre universidades nordestinas, nacionais e internacionais, através de promoção de seminários, encontros, fóruns; constituição de parcerias; institucionalização de uma rede abrangente de informações como dispositivo de troca de experiências.

Auditório do Bloco Didático no Campus da Liberdade, em Redenção/CE.

Auditório do Bloco Didático no Campus da Liberdade, em Redenção/CE.

O programa está ligado administrativamente à Propae e terá sede na Unidade Administrativa dos Palmares, bloco II, sala 103. Funcionará também no Campus de São Francisco do Conde/BA.

A equipe que o comporá, em fase de constituição, será composta por pesquisadores externos, docentes da Unilab, técnicos-administrativos e 12 bolsistas, oito no Ceará e quatro na Bahia. A equipe também se encontra aberta à participação da comunidade interna e externa.

Comentários encerrados.