Oficina “Edição Fotográfica e Narrativa Visual” acontece nos dias 12 e 13 de julho, no Campus dos Malês. Inscreva-se já!

Nos dias 12 e 13 de julho, das 10h às 12h, na sala 01, do Campus dos Malês, acontece a oficina “Edição Fotográfica e Narrativa Visual”, com Lucio Adeodato. As vagas são limitadas e as inscrições estão sendo realizadas pelo e-mail pausapoetica@gmail.com. A iniciativa é do Projeto de Extensão In-úteis, coordenado pela professora Elizia Ferreira.

A oficina tem como propósito estimular o pensamento e a produção de conteúdo visual, de maneira reflexiva, e com foco nas narrativas visuais contemporâneas. A atividade tem caráter teórico/prático e serão discutidos alguns conceitos e definições acerca da criação do discursos na fotografia. Como atividade prática, os participantes realizarão, coletivamente, uma edição fotográfica a partir do ensaio “Paisagem Submersa – João Castilho, Pedro David e Pedro Motta, 2002 a 2007” – apresentando em seguida o resultado da nova edição e discurso visual.

A ação tem como objetivo também experimentar, enquanto produtores e receptores da mensagem fotográfica, as diferentes possibilidades narrativas sobre o mesmo tema.

Tópicos da execução da oficina:

– Discussão e mapeamento de propostas de trabalho;
– Um breve percurso histórico das transformações da linguagem fotográfica;
– Elementos básicos da linguagem visual: a composição – elementos formais e organização espacial;
– A edição fotográfica como construção de uma narrativa visual;
– Atividade prática: divisão da turma em grupos e distribuição do ensaio “Paisagem Submersa” com 26 imagens; edição do ensaio distribuído a cada um dos grupos; apresentação da edição dos grupo afim de verificar o discurso proposto por cada um.

Sobre Lucio Adeodato:

Baiano de Salvador, graduado em Comunicação pela Universidade Católica (UCSAL), cursou especialização latu sensu em Fotografia na FAAP e Arte Educação na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em 2011 foi premiado pela Fundação Conrado Wessel com o ensaio “Negros Paroxismo”. Em 2012, participou da exposição e do Leilão do 8º Paraty em Foco – Festival Internacional de Fotografia, em Paraty, no Rio de Janeiro. Em 2013, foi selecionado para o Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia e expôs no Museu da Casa das Onze Janelas, em Belém/PA.

BOTAO AVALIE

Comentários encerrados.