Homenagens marcam encerramento da Especialização Uniafro

Solenidade de encerramento do Curso de Especialização em Política de Igualdade Racial no Ambiente Escolar Uniafro.

Solenidade de encerramento do Curso de Especialização em Política de Igualdade Racial no Ambiente Escolar Uniafro.

Ocorreu no último dia 8 o encerramento do Curso de Especialização em Política de Igualdade Racial no Ambiente Escolar Uniafro, com muita emoção e homenagens à secretária do curso, Ana Paula Lopes, à supervisora, Francineide Goergen, e a todos os estudantes, representados pela aluna Honorata Dias.

Compuseram a mesa do evento o vice-reitor da Unilab, Aristeu Lima; o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação em exercício, Jober Sobczak; a coordenadora do Curso de Especialização Uniafro, Vera Rodrigues; a coordenadora institucional do Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais da Educação Básica (Comfor), Eveline de Abreu; a coordenadora do Curso de Aperfeiçoamento Uniafro, Rebeca Meijer; e a diretora de Educação Aberta e a Distância, Maria Aparecida da Silva.

A professora Rebeca Meijer destacou a felicidade em participar do momento. “Foi muita luta para fazer acontecer esta primeira edição do curso. Estamos inaugurando um processo e foi um exercício que aprofundou o conhecimento e política de levar formação de professores na perspectiva do combate ao racismo, à intolerância de toda ordem”, disse.

Já a professora Vera Rodrigues enfatizou o envolvimento de toda a equipe e a diferença que a formação fará na atuação dos professores em sala. “Os professores especialistas deverão inserir o tema da lei 10.639/03 de forma estruturante nas disciplinas em que atuam”, sublinhou.

Diretora da Diretoria de Educação Aberta e a Distância (Deaad) da Unilab, Maria Aparecida Silva sinalizou o interesse em abrir novos cursos com a mesma temática. “Queremos que mais professores possam ter a mesma oportunidade que essa turma teve. Temos confiança de que aquilo que vocês aprenderam aqui irão aplicar”, afirmou.

O vice-reitor, Aristeu Lima, ressaltou a importância da temática do curso, ligada à defesa dos Direitos Humanos, para a Unilab, e parabenizou os especialistas pela persistência e investimento na própria educação. “É um grande desafio. Todo mundo trabalha e tirou um tempo, que poderia ser dedicado à família, para estudar. A Unilab é essa universidade especial, não só no nome, e vocês vão ostentar um diploma nosso, o que para nós é muito caro. Esperamos que essa passagem seja uma porta que abra muitas outras”, declarou.

BOTAO-AVALIE

Comentários encerrados.