Eloss busca estabelecer parcerias com Universidade de Coimbra

Eloss busca estabelecer parcerias com Universidade de Coimbra. Foto: Unilab.

Entre os dias 7 e 14 de julho, representantes do Grupo de Pesquisa e Extensão Educação e Cooperação Sul – Sul (Eloss), lotados no Instituto de Ciências Exatas e da Natureza (Icen) participaram de atividades acadêmicas na Universidade de Coimbra e na Universidade do Minho, em Braga, Portugal. Estiveram presentes as professoras Jacqueline Freire e Sinara Mota e o professor Elcimar Martins.

Na agenda foi discutida a continuidade da Universidade Popular de Movimentos Sociais (UPMS) na Unilab, em parceria com o Projeto Alice, vinculado ao Centro de Estudos Sociais (CES), da Universidade de Coimbra (UC), em Coimbra, e instituições parceiras.

Alice é um projeto de investigação dirigido por Boaventura de Sousa Santos e financiado pelo Conselho Europeu para a Investigação, uma das mais prestigiadas e competitivas instituições de financiamento internacional para a investigação científica de excelência em espaço europeu.

A UPMS funciona através de uma rede de interações orientada para promover o conhecimento e a valorização crítica da enorme diversidade dos saberes e práticas protagonizados pelos diferentes movimentos e organizações. Sua essência está no seu caráter inter-temático, forjado através da promoção de reflexões e articulações entre diferentes movimentos, como os feministas, operários, indígenas, negros, quilombolas, LGBT, estudantis e ecológicos, entre outros.

Todo este trabalho tem sido feito com base em dois procedimentos metodológicos básicos formulados por Boaventura de Sousa Santos e partilhados nas experiências de UPMS já realizadas até o momento: a tradução intercultural e interpolítica e a ecologia de saberes.

Em 2015-2016 a UPMS foi desenvolvida pela rede composta pela Unilab, Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO/Brasil), Instituto Universitário de Educação (IUE/Cabo Verde), Projeto Alice/CES/UC, CUT/CE, Campanha Nacional pelo Direito à Educação.

A equipe do Projeto Alice/CES/UC – professoras Maria Paula Meneses e Sara Araújo – recebeu a equipe da Unilab e coletivamente foi acordada a realização de Oficinas da UPMS em Cabo Verde, nos Campus da Unilab no Ceará e na Bahia ainda em 2016, aliada a atividades mais amplas com a comunidade universitária.

No período de 2016-2017 a rede será composta pela Unilab, Projeto Alice/CES/UC, Instituto Paulo Freire/Cabo Verde, Flacso/Brasil. Na Unilab, para além do Grupo de Pesquisa e Extensão ELOSS, Grupos de Pesquisa do IHL dos Campus do Ceará e da Bahia, e, ainda, do Mestrado Interdisciplinar em Humanidades (MIH) estarão liderando o processo de construção da UPMS.

CIEE – Rede de Pesquisa em Currículo, Inclusão e Educação Escolar de Países e Regiões de Língua Portuguesa

Participantes do I Seminário Currículo, Inclusão e Educação Escolar (CIEE), coordenado pela Universidade do Minho, Universidade Federal do Pará (UFPA) e Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), inclusive com apresentação de três trabalhos acadêmicos, os docentes da Unilab contribuíram ativamente para a criação da Rede de Pesquisa em Currículo, Inclusão e Educação Escolar de Países e Regiões de Língua Portuguesa (CIEE), que emergiu objetivando organizar os diversos estudos na área, articular pesquisas coletivas e socializar as investigações.

As universidades fundadoras da Rede são Universidade do Minho, UDESC, UFPA, Unilab, Universidade Vale do Itajaí (SC) e a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). A Rede será ampliada e fortalecida a partir da adesão de Grupos de Pesquisa com atuação nas áreas temáticas afins com a Rede-CIEE.

O Presidente do Instituto de Educação (IE) da Universidade do Minho, professor catedrático José Augusto Pacheco, mais uma vez acolheu a Unilab, tendo já colaborado com nossa universidade em várias oportunidades. Desde 2012 a Unilab é conveniada com a UMinho.

O II Seminário Currículo, Inclusão e Educação Escolar da Rede CIEE está agendado para o período de 17 a 19 de julho de 2017 na Universidade Federal do Pará (UFPA), sendo precedido de reuniões, tendo o indicativo de uma das reuniões ocorrer na Unilab com a presença de pesquisadores das universidades fundadoras da Rede CIEE.

BOTAO-AVALIE

Comentários encerrados.