Professor da Unilab lança livro sobre Cabo Verde e Guiné-Bissau na sede da CPLP, em Lisboa

ricardino-1

Professor Ricardino lança o livro “Cabo Verde e Guiné-Bissau: as relações entre a sociedade civil e o estado”, durante reunião do Secretariado Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), na sede da instituição, em Lisboa. Foto: CPLP.

O docente Ricardino Jacinto Dumas, professor adjunto da Unilab, lançou, no dia 15 de setembro, o livro intitulado “Cabo Verde e Guiné-Bissau: as relações entre a sociedade civil e o estado”. O lançamento ocorreu durante reunião do Secretariado Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), na sede da instituição, em Lisboa.

A apresentação da obra ficou a cargo do professor Mário Beja Santos, enquanto que a trajetória do autor foi relembrada por Pedro Santos. Em seguida, o professor Ricardino interagiu com o público presente no auditório.

ricardino-4

Diretora da CPLP, Georgena Benrós Mello. Foto: CPLP.

A obra, publicada pela Editora da Universidade Federal de Pernambuco (EDUFPE), oferece uma visão de dentro das duas sociedades africanas, Cabo Verde e Guiné-Bissau. Ambos os países são ex-colônias de Portugal, emergiram como Estados sob a liderança ideológica e direção política de um único partido e realizaram suas primeiras eleições democráticas e multipartidárias na década de 1990. Tais eleições foram vistas como promotoras do processo de democratização pela política do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (BM). Apesar do condicionalismo histórico, marcado pela presença colonial, da breve vivência de unidade entre os dois países e da recente política liberal patrocinada pelo FMI e pelo BM, atualmente Cabo Verde e Guiné-Bissau apresentam configurações distintas no processo de construção da democracia.

Público

Público presente ao lançamento. Foto: CPLP.

Público presente ao lançamento. Foto: CPLP.

Estiveram presentes no lançamento diplomatas, associações e organizações de estudantes, diáspora africana e a sociedade civil e política portuguesa, incluindo os meios de comunicação social e acadêmicos. Destacou-se a pertinência da obra para se aprofundar as relações Sul-Sul e a integração entre os países membros da CPLP, em que a Unilab assume um papel importante na produção de um conhecimento crítico e humanista, quer nos cursos de graduação e pós-graduação, quer na busca permanente de diálogo acadêmico com as redes de universidades públicas da CPLP para concretização de ações e programas de pesquisas comuns entre os seus membros. Para Ricardino, “o lançamento reflete o caráter internacional da Unilab e do Curso de Sociologia em aprofundar a cooperação científica com as instituições de pesquisa e as universidades”.

A diretora da CPLP, Georgena Benrós, agradeceu a presença do público e os convidados da mesa e disse que “o lançamento é um ponto alto da aproximação da CPLP com a sociedade civil, pois é a apresentação do livro escrito por um jovem guineense e editado no Brasil”, país membro representado junto à CPLP.

O professor Ricardino, na Unilab, está lotado no Instituto de Humanidades e Letras (IHL) e leciona nos cursos de Bacharelado em Humanidades e Licenciatura em Sociologia. Além disso, é observador consultivo da CPLP; coordenador do Projeto “África Brasil e Diálogos do Sul” e do “Seminário de Sociologia Africana”, na Unilab.

O livro está disponível para consulta na biblioteca pública da Unilab, no Campus da Liberdade. Possui 519 páginas e pode ser adquirido pelo e-mail ricardino@unilab.edu.br ou pelo telefone: (85) 9.9723.5183.

A obra, publicada pela Editora da Universidade Federal de Pernambuco (EDUFPE), oferece uma visão de dentro das duas sociedades africanas, Cabo Verde e Guiné-Bissau.  Foto: CPLP.

A obra, publicada pela Editora da Universidade Federal de Pernambuco (EDUFPE), oferece uma visão de dentro das duas sociedades africanas, Cabo Verde e Guiné-Bissau. Foto: CPLP.

Comentários encerrados.