Acervo Histórico de Redenção e Maciço de Baturité é doado para Unilab

doacao-acervo-documental-ihl

Doação do acervo documental da família da sra. Ladeísse Silveira

O Instituto de Humanidades e Letras (IHL) da Unilab recebeu oficialmente a doação do acervo da Coleção Ladeísse Silveira, com assinatura do Termo de Doação de Acervo entre a senhora Maria Everisse Araújo e o diretor do IHL, Maurílio Machado, oficializando a doação na tarde da última quarta-feira (7) no Cartório do 2º Ofício, Tabelionato e Registro Público da cidade de Redenção/CE.

Após quase três anos de negociação com a família da senhora Ladeísse Silveira, in memoria, a qual, ao longo de sua vida, colecionou um conjunto de documentos públicos e particulares importantes para compreensão da história da cidade de Redenção e da região do Maciço de Baturité foram doados cerca de 327 itens dos 934 itens que fazem parte do acervo histórico.

O projeto de extensão “Tratamento e Catalogação da Coleção Particular de Ladeísse Silveira” para montagem de acervo público de pesquisa documental é uma ação coordenada pelo historiador e professor do Instituto de Humanidades e Letras, Américo Souza com apoio da Pró-Reitoria de Extensão Arte e Cultura (Proex), através do Edital 2016, além de atuação dos estudantes Valdelia Freitas, Geysa Moura e Syrlyane Pelúcio.

maria-everisse-araujo-e-pelo-diretor-do-ihl-maurilio-machado

Maria Everisse Araújo e Maurílio Machado, diretor do IHL Foto: Geysa Moura

O IHL/Unilab tem a competência de salvaguarda, cuidar e dispor do acervo de documentos, livros, jornais e revistas que compõem o acervo constituído e organizado pela família para propiciar aos estudantes do Curso de Licenciatura em História a prática de preservação, organização e manutenção de acervo documental, além dispor o acesso gratuito e livre a pesquisadores brasileiros e estrangeiros, sob o nome Núcleo de Documentação Histórica e Cultural Ladeísse Silveira, com sede na Unilab do Ceará.

O IHL está articulando parceria com o Arquivo Público do Estado do Ceará para restauração de parte dos documentos que estão em estado de fragilidade.

Para Américo Souza, esta ação é vista como algo positivo, uma atitude de confiança entre a comunidade e a universidade, visto que a “Unilab veio para colaborar com a cidade e com todo o Maciço de Baturité, e neste projeto, vista como guardiã da história documental da região diante do voto de confiança através da doação”, declarou.

Como ação social, o projeto propiciará à sociedade redencionista a preservação adequada e a necessária franquia de acesso público a uma coleção que contém peças de grande importância para a compreensão da cultura e da trajetória histórica do município de Redenção.

Na Semana Universitária de 2017 serão apresentados os resultados preliminares das fases de higienização e inventariamento (separação e catalogação do acervo de 934 itens, com base em sua tipologia, idade, quantidade existente, e estado de conservação, em acordo com a Norma Brasileira de Descrição Arquivística – Nobrade),  da coleção.

Sobre o Projeto de Extensão
Este projeto consiste na realização do tratamento e da organização, sob forma de acervo documental público, da coleção de documentos e publicações que pertenceram à família da Sr.ª Ladeísse Silveira.
Uma vez o arquivo organizado servirá de base para execução de um curso básico de capacitação de professores de história da rede pública municipal para o uso de documentos como recurso didático em suas aulas.

Procedimentos de conservação em etapas
A higienização da documentação consistiu na limpeza mecânica do material que compõe a coleção, com base nas normas e preceitos estabelecidos pelo Guia de Preservação e Restauro de Acervo Documental do Arquivo Histórico Nacional.

BOTAO-AVALIE

Comentários encerrados.