Unilab promove evento na programação da XII Bienal Internacional do Livro do Ceará

A XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), em parceria com o Instituto Dragão do Mar e o Ministério da Cultura, acontece de 14 a 23 de abril, no Centro de Eventos do Ceará. E a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) estará presente neste que é o maior evento do livro e da literatura do Estado, por meio do Encontro Oralidades & Escritas em Língua Portuguesa.

Este evento vai reunir escritores, pesquisadores, professores e especialistas em torno, entre outros temas, da literatura africana contemporânea, possibilitando assim uma maior aproximação com essa produção literária e toda sua cultura.

O Encontro Oralidades & Escritas em Língua Portuguesa será realizado entre os dias 19 e 21 de abril, a partir de dois importantes momentos. O primeiro, acontece no Campus da Liberdade, em Redenção/CE, dentro da programação Bienal fora da Bienal. Já o segundo se dará no próprio centro de evento, onde a Unilab terá um estante voltado para lançamento de livros, encontros e debates.

19 de abril
A programação “Bienal foral da Bienal” começa no dia 19 de abril, às 9h30min, no Auditório do Bloco Didático do Campus da Liberdade, com o lançamento do Festival das Culturas da Unilab e a apresentação do Projeto de Extensão “Ecos da África no Ceará: Capoeira na comunidade”.

Em seguida, às 10h, está programado uma mesa redonda sobre “Relatos Oralidades & Escritas em Língua Portuguesa”, que contará com as presenças de Rosalina Tavares (Cabo Verde), Geraldo Amâncio (Brasil), Tony Tcheka (Guiné Bissau), Carlos Subuhana (Moçambique) e Brígida da Silva (Timor Leste). A mediação será feita por Manoel Casqueiro (Guiné-Bissau).

Esta programação também faz parte da II Semana de Letras da Unilab, do Instituto de Humanidades e Letras (IHL).

Escritor angolando Andjaki.

Ondjaki: escritor angolano

Ainda no dia 19, no período da tarde, mais especificamente às 14h, tem o debate sobre “A resistência da palavra nas literaturas africanas de língua portuguesa”, com Rita Chaves (Brasil), Ondjaki (Angola) e a mediação de Sueli Saraiva (Brasil).

Está previsto para acontecer, a partir das 15h, na estação de Acarape/CE, o encontro do escritor Tony Tcheka com os estudantes guineenses. Atualmente, Tcheka é considerado um nome de referência da literatura de Guiné-Bissau.

Fechando a programação do dia 19, haverá uma palestra sobre o tema: “Mulheres, Literatura e Resistência”, com Paulina Chiziane (Moçambique) e mediação de Luana Antunes (Brasil).

(Ao fim desta matéria, acesse o link com o resumo biográfico de cada participante dessa ampla programação.)

Dia 20 de abril

10h – Mesa Escritores Fundação Palmares – Editora Nandyala (Redenção)
– “Água de Barrela”, de Eliane Alves dos Santos Cruz (Brasil)
– “Haussá 1815”, de Júlio César Farias de Andrade (Brasil)
– “Sobre as vitórias que a história não conta”, de André Luís Soares (Brasil)
– “Sina Traçada”, de Maria Custódia Wolney de Oliveira (Brasil)
– “Sessenta e seis elos”, de Luiz Eduardo de Carvalho (Brasil)
– “Adjoké, e as palavras que atravessaram o mar”, de Patrícia Matos (Brasil)

10h30min – Oficina Corporeidade Poética: Transcendendo o Corpo partindo da Ancestralidade Africana, com Kiusam de Oliveira (Brasil). Local: Pátio da Unidade Acadêmica dos Palmares

19h30min – Conferência – Moema Augel (Brasil)

Atualmente, o escritor Tony Tcheka é considerado um nome de referência da literatura de Guiné-Bissau.

Atualmente, o escritor Tony Tcheka é considerado um nome de referência da literatura de Guiné-Bissau.

Centro de Eventos

O segundo momento do Encontro Oralidade e Escrita em Língua Portuguesa, acontece, no dia 20 abril, no estante da Unilab no Centro de Eventos do Ceará. A Unilab estará disponibilizando transporte para os estudantes interessados em participar desse momento na Bienal em Fortaleza. Os interessados devem preencher o formulário.

A programação tem início, a partir das 14h, com as apresentações musicais de Cabo-verde e Guiné-Bissau.

Às 14h30min haverá uma Mesa Institucional com a presença do Reitor da Unilab, Anastácio de Queiroz, e uma representação dos países de Língua Portuguesa

Às 15h acontece novamente o “Relatos Oralidades & Escritas em Língua Portuguesa”. Uma apresentação teatral de Guiné-Bissau está marcada para as 17h. Em seguida, às 18h, haverá o debate “Oralidades & Escritas em Língua Portuguesa na literatura angolana”, com o escritor Ondjaki e a mediação de Andrea Muraro (Brasil).

Finalizando a programação no dia 20, haverá a exibição, às 20h, do documentário “Do Outro Lado do Atlântico”, com direção e pesquisa de Daniele Ellery (Brasil) e Márcio Câmara (Brasil). A exibição contará com a presença dos personagens do filme, Thamylton Texeira (Guiné-Bissau) e Osnelly Osório (Cabo Verde), e do professor moçambicano Carlos Subuhana.

A escritora moçambicana, Paulina Chiziane.

A escritora moçambicana, Paulina Chiziane.

21 de abril

14h – Apresentação do Projeto de Extensão “Ecos da África no Ceará: Capoeira na comunidade”

15h – Afrocontação – Kiusam de Oliveira (Brasil)

16h – Sarau Poético Português – Crioulo – Tetum;
Mesa: Escritores Fundação Palmares – Editora Nandyala:
– “Água de Barrela”, de Eliane Alves dos Santos Cruz (Brasil)
– “Haussá 1815”, de Júlio César Farias de Andrade (Brasil)
– “Sobre as vitórias que a história não conta”, de André Luís Soares (Brasil)
– “Sina Traçada”, de Maria Custódia Wolney de Oliveira (Brasil)
– “Sessenta e seis elos”, de Luiz Eduardo de Carvalho (Brasil)
– “Adjoké, e as palavras que atravessaram o mar”, de Patrícia Matos (Brasil)

18h – Apresentação do Grupo Pérolas do Índico – Dança Marrabenta (Moçambique)

18h30 – Mulheres na Literatura: territorialidade e resistência, com Conceição Evaristo (Brasil), Moema Augel (Brasil) e Rita Chaves (Brasil)

20h – Breve relato do papel da música e da literatura na libertação e construção da nação guineense, com a presença do escritor Tony Tcheka (Guine-Bissau).

Confira as datas e horários dos Lançamentos de Livros no Estande da Unilab

Programação completa

Histórico dos participantes

Horários dos ônibus da Empresa Fretcar (Idas e Voltas de Fortaleza)

Comentários encerrados.