I Seminário Internacional de Estudos Africanos acontece no Campus dos Males, de 24 a 26 de maio

Com o tema “Os estudos africanos na universidade: método e pesquisa”, acontece no Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA, de 24 a 26 desse mês, o I Seminário Internacional de Estudos Africanos. O evento marca a oficialização das atividades e da apresentação do Centro de Estudos Interdisciplinares Africanos e das Diásporas (Ceiafrica/Malês) para a comunidade acadêmica.

As inscrições seguem abertas até o dia 15 de maio apenas para aqueles que desejam participar na modalidade “comunicação”. Para os demais, o evento é aberto, sem a necessidade de inscrição prévia. Todavia, a participação dos alunos na modalidade citada estará condicionada à análise e aprovação dos seus resumos por uma comissão de professores. Todos os trabalhos aceitos, após a apresentação, serão devidamente certificados.

Os organizadores lembram ainda que, por se tratar de uma mesa que privilegia a participação de alunos do Malês com trabalhos já finalizados, ou em andamento (como TCCs, artigos, resenhas, projetos de pesquisa, etc.), durante a realização do curso de Humanidades, a divulgação será feita diretamente aos alunos a partir de comunicação interna para as referidas turmas, sob a responsabilidade do docente Eduardo Santos (eduardo@unilab.edu.br) .

Além disso, o evento também dará espaço aos estudantes, com a proposta de debate sobre “Juventude, demografia e desenvolvimento em África”, seguido de apresentações dos trabalhos dos alunos da própria instituição.

Ainda segundo os organizadores, o objetivo do evento é “convidar os participantes a discutirem sobre o tema proposto. Para esse fim, o Seminário traz uma série de atividades, como a conferência de abertura a ser proferida pelo professor Gabriel Monteiro, Reitor da Universidade de Santiago (Cabo Verde) e diferentes mesas que contemplarão as discussões sobre os estudos africanos no Brasil, os estudos da diáspora e os estudos africanos na universidade.”

Outro importante objetivo do evento é o estreitamento das relações e assinaturas do acordo de cooperação e mobilidade acadêmica entre a Unilab e a Universidade de Santiago, para o qual terá a presença do Reitor Pro-Tempore da Unilab, Anástacio Queiroz, e do Pró-Reitor de Relações Institucionais, Edson Borges.

Todas as atividades do evento contam com a presença de importantes pesquisadores, sejam do âmbito internacional como a professora doutora Aminah Pilgrim (Umass-Boston/EUA) e o professor João Rosa (Bridgewater State University/EUA). Como referências nos estudos africanos no Brasil, destacam-se os professores Yeda Pessoa de Castro (UEFS), Kabengele Munanga (USP/UFRB), Carlos Henriques Serano (USP), Acácio Almeida Santos (UFABC), Vanicléia Silva Santos (UFMG), Ivaldo Marciano (UNEB),Juvenal Carvalho (UFRB) e Bas`Ilele Malomalo (Unilab).

O evento está sendo organizado pelos professores membros do Comité de Gestão do Ceiafrica/Malês: Fernando Pina Tavares (Diretor do Ceiafrica/Malês), Fábia Barbosa Ribeiro, Bas`Ilele Malomalo, Eduardo Ferreira dos Santos, Gerard Seibert e Pedro Acosta Leyva.

Programação Completa do I Seminário Internacional de Estudos Africanos

Sobre o Ceiafrica

O Ceiafrica é um órgão suplementar vinculado à Reitoria da Unilab para facilitar o desenvolvimento de atividades acadêmicas e administrativas relacionadas a estudos da história, da cultura e da contemporaneidade do continente africano sob todos os seus aspectos, bem como a compreensão dos processos históricos dos movimentos migratórios de seus povos e suas consequências para a formação das sociedades e culturas transatlânticas.

Entre os objetivos do Ceiafrica estão produzir e difundir conhecimentos sobre a África nos seus aspectos históricos e da contemporaneidade científica, cultural, econômica, política, social e tecnológica; produzir e difundir conhecimentos sobre os movimentos migratórios que envolveram e envolvem os povos africanos; e reunir, em um acervo permanente, informações concernentes à história e cultura dos povos africanos e sobre a África contemporânea, entre outros.

O Ceiafrica também deve organizar ou participar da organização de eventos sobre temas relacionados à sua finalidade, tais como cursos de especialização, cursos de extensão, seminários, pesquisas, simpósios, exposições, festivais de arte e cultura e assessorias e consultorias.

A criação do centro se baseia na própria missão institucional da Unilab, estabelecida na lei 12.289/10, em especial a de desenvolver pesquisas nas diversas áreas do conhecimento e promover extensão universitária, visando a integração entre o Brasil e os demais países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Comentários encerrados.