“Transparência Pública: O Papel no Controle Social” foi a palestra da CGU na Unilab

Palestra sobre Transparência Pública

Visando desenvolver uma atividade extra dentro das disciplinas ministradas de Auditoria e Controladoria, juntamente com as disciplinas de Empreendedorismo e Contabilidade Pública, as quais têm conteúdo em comum como controles públicos, ética e acesso à informação no setor público, o professor do Curso de Administração Pública, vinculado ao Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), Alexandre Lima trouxe o palestrante Leonino Rocha da Controladoria Geral da União no Ceará.

A temática desta primeira atividade ocorrida na manhã desta segunda-feira (22), no Campus da Liberdade, foi a “Transparência Pública: O Papel no Controle Social”, palestra do auditor fiscal da CGU, Leonino Gomes Rocha que apresentou também a abordagem na lei de acesso à informação, corrupção no setor público e da verificação dos resultados quanto a aplicação legal e positiva do dinheiro público.

Atividade extraclasse com alunos do Curso de Administração Pública

Segundo o professor Alexandre, a busca pela atualização quanto às temáticas de controle externo e interno das verbas públicas e a atuação dos órgãos de controle nos três níveis governamentais, foi o objetivo da realização do evento para proporcionar a troca de ideias e questionamentos entre o visitante e os estudantes que complementassem as analogias do conteúdo que envolve a Administração Pública.

Para as futuras ações acadêmicas, o docente relata que está em tramitação a assinatura do acordo de cooperação entre a Unilab e a Controladoria Geral do Estado (CGE) para visitas e ministração de palestras nas universidades e instituições que desejam ter conhecimento dos temas específicos e atuações práticas realizadas nos trabalhos da instituição no controle de finanças públicas.

Além destas atividades, o planejamento pedagógico futuro das disciplinas ministradas pelo docente vai trazer outras atividades extras com apresentações, ao longo do ano, de temas como: Controle Externo, Ética, Fiscalização dos Munícios e do Estado do Ceará.

Estudante Mônica Rodrigues, 7º semestre de Administração Pública

Para a estudante Mônica Pontes Rodrigues, cursando o sétimo semestre do curso de Administração Pública, a palestre do auditor foi de grande importância, considerando o momento delicado em que o Brasil está passando diante dos indícios de corrupção envolvendo empresas particulares e políticos brasileiros. “É importante termos o conhecimento de sala de aula e agregar os conhecimentos repassados na palestra para aplicar nas ações profissionais futuras bem fundamentadas”, esclarece Mônica.

A estudante acredita ainda que, “se houvessem mais iniciativas de representantes populares para fomentar a capacitação dos políticos à nível municipal e estadual quanto à estas temáticas, os trabalhos e uso do dinheiro público seria melhor aplicado”, declarou.

“O Brasil é um país corrupto? ”, foi um dos questionamentos na palestra apresentada pelo auditor, com expressiva participação dentre os estudantes, os quais provocaram com indagações e reflexões quanto ao assunto. O especialista trouxe como proposta ao combate à esta pratica irregular, duas dimensões a serem trabalhadas: a Responsabilização e o quesito Ético Moral, assuntos que devem ser discutidos nos órgãos de governo, na sociedade como também nas universidades, já que o problema envolve a todos os brasileiros.

Leonino Rocha, auditor da CGU no Ceará

Segundo o palestrante, o tema corrupção passou a ser, nos últimos dois anos, o tema de maior importância desenvolvidos nos trabalhos universitário de conclusão de curso (TCC), e pesquisas científicas como as apresentadas pelo Datafolha, instituto de pesquisa pertencente ao Grupo Folha, quando se questionou aos brasileiros qual seria o aspecto mais importante para Brasil melhor sua situação econômica. “A resposta tem se modificado, anteriormente falava-se em melhorar a segurança pública, educação, saúde, agora o fator de combate a corrupção segue em primazia”, esclareceu o auditor.

Comentários encerrados.