Unilab confere grau à primeira turma de graduação a distância

Primeira turma EaD de Administração Pública da Unilab (polo de Aracoiaba e Redenção/CE)

Em um clima de muita emoção, agradecimentos, orgulho das conquistas e da família, colou grau a primeira turma do curso de Administração Pública, na modalidade a distância, junto ao sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), que ocorreu na última semana, dias 9 e 10 de junho, nos polos presenciais da Unilab distribuídos nos estados do Ceará e da Bahia.

Apresentação da Orquestra Infanto-juvenil de Redenção

Para compor a harmonia do momento, a Orquestra Infanto-juvenil de Redenção, com regência do maestro Felipe Rios, deu início à solenidade no Ceará, ocorrida na sexta-feira (9), no Campus das Auroras, em Redenção/CE presidida pelo reitor Anastácio de Queiroz Sousa. Também participaram a diretora e professora de Educação Aberta e a Distância (Deaad), Maria Aparecida da Silva; a professora e coordenadora Adjunta da UAB, Edmara Chaves Costa; além do professor e coordenador do Curso de Administração Pública, modalidade a distância, Alexandre Oliveira Lima.

Turma do polo de São Francisco do Conde/BA

Nos demais polos, presidiram as cerimônias a vice-reitora, Lorita Pagliuca, em São Francisco do Conde (BA); a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Albanise Marinho, em Limoeiro do Norte (CE); a diretora da Deaad, Maria Aparecida da Silva, em Aracati (CE); e a pró-reitora de graduação, Andrea Linard, em Piquet Carneiro (CE).

Turma do polo de Aracati/CE

Entre os depoimentos emocionados, a oradora da turma de Redenção, Maria José Silva Martins, relatou que “ser primeiro em quase todas as situações é algo muito bom, primeiro lugar, o primeiro a chegar. Ser a primeira turma EaD em Administração Pública da Unilab é bem mais que um orgulho, é poder se denominar guerreiro”.

Oradora da turma de Redenção, Maria José Silva Martins

O orador da turma de Aracoiaba, Márcio Fernandes de Souza, trouxe muitos relatos de superação rumo à conquista do diploma. O concludente promoveu uma homenagem à tutora Mara Rúbia Brilhante Carneiro, ressaltando a importância de sua ajuda.

Para Mara Rúbia, tutora do curso de Administração Pública a distância há quatro anos, a importância de ser tutora é “algo emocionante, eles aprendem conosco e nós aprendemos muito mais com eles. Quando percebemos que um deles quer desistir, chegamos prontamente junto e aprendemos muitas lições de vida”, declarou a tutora, emocionada.

Tutora de EaD, Mara Rúbia Brilhante Carneiro

“A Unilab, por meio dos cursos a distância, veio trazer para a região do Maciço de Baturité pessoas qualificadas, que já conta com pessoas capacitadas e corajosas. Estava faltando o pontapé inicial, a universidade”, afirmou Mara Rúbia.

Segundo a professora Maria Aparecida, “a nossa contribuição como instituição pública foi praticando a política pública com execução, contraprestação, inclusão social, acesso a todos independente de onde estavam. Estamos lutando para transformar a vida destas pessoas com responsabilidade, comprometimento, ética, envolvimento pessoal, mesmo que as dificuldades internas e externas sejam grandes, objetivando o desenvolvimento das regiões em que vivem”, destacou a diretora da Deaad.

A coordenadora Adjunta da UAB, Edmara Costa, o magnífico reitor, Anastácio de Queiroz, a diretora da Deaad, Maria Aparecida  e o coordenador do Curso de Administração Pública, Alexandre Lima.

“Sempre acreditamos na educação a distância, já que nossa instituição tem como responsabilidade formar ‘administradores públicos íntegros’. É possível sonhar com a inclusão de pessoas. É possível ser responsável como administradores públicos com comprometimento e responsabilidade”, afirmou Maria Aparecida.

A outorga de grau proporciona aos 150 concludentes a oportunidade de deslumbrar um futuro diferente dos dias atuais. Eles são moradores de diferentes regiões, distribuídos em 46 cidades do estado do Ceará e 14 da Bahia.

Turma do polo de Limoeiro do Norte/CE

Estando na Administração Pública há 28 anos, o reitor, Anastácio Queiroz, enfatizou que “a caminhada não será fácil. Existe muita pressão para fazer coisas erradas neste país. Mas, vocês estão com muita vontade de trabalhar, sendo importante enfatizar que vocês representam suas famílias e também a esperança de fazer um país melhor”.

“Assumir o compromisso de administrar, escutar e ajudar as pessoas. Ter o papel de administrar mudanças e melhorias na vida das pessoas deste município, estado ou país. Fazendo o que é correto, para beneficiar um maior número de pessoas, com menor quantidade de recursos.”, concluiu Anastácio Queiroz.

Entre os concludentes, destaca-se o testemunho da estudante Ariella Bezerra de Lima, casada, mãe de uma criança e grávida de 7 meses, moradora de Irapuan Pinheiro, município próximo ao polo presencial de Piquet Caneiro/CE que em nenhum momento desacreditou do sistema a distância, ao contrário, para ela “esse foi o maior atrativo para minha matrícula no curso de Administração Pública. Porque é ensino a distância não deve ter sido difícil? Enganam-se. Tive que enfrentar a distância entre os municípios, o sol, a chuva, as estradas de terra em péssimas condições e todo tipo de exposição perigosa possível. Mas, adaptei-me rápido às pessoas, aos tutores, aos colegas e principalmente ao meu curso. Agora estou me formando. Orgulhosa de mim mesma. Orgulhando minha família. Servindo de exemplo ao próximo e muito grata pelas oportunidades que tive”, declarou emocionada Ariella.

Turma do polo de Piquet Carneiro/CE

Para os novos administradores Antônio José Cunha da Silva e Ewerly Magna, a oportunidade de estudar nesse modelo de curso a distância foi necessária adaptação, ter disciplina e contar com parcerias para conquistar a graduação. Para Antônio, “foi o formato do curso que possibilitou retornar à universidade”, já que as atividades da vida cotidiana não lhe permitia parar e se dedicar aos estudos. Ewerly afirma que para se ter êxito nesta forma de conhecimento, cabe a cada um ter “muita disciplina e foco”, agregando-se ao suporte que a universidade concede a todos”.

Os concludentes Antônio José Cunha da Silva e Ewerly Magna e a diretora do Deaad, Maria Aparecida.

Panorama dos cursos a distância da Unilab

No momento, a Unilab dispõe de seis cursos na modalidade a distância, atendendo a discentes de 46 cidades no estado do Ceará e 14 cidades no estado da Bahia, com cerca de, aproximadamente, três mil alunos, completados com os ingressos do ano de 2017, no mês de agosto. Além dos seis cursos de pós-graduação e um de graduação, 2 mil estudantes, 104 pessoas entre tutores e professores, 17 profissionais entre servidores e colaboradores terceirizados e acordos de cooperação com duas universidades.

Segundo dados da Deaad, para o ano de 2018, a proposta é ter novos ingressos nos cursos que são oferecidos e alimentados, com expectativa do ingresso do Instituto de Humanidades e Letras (IHL), no Sistema UAB, nos cursos de licenciaturas e especializações, para a formação de novos professores.

A proposta da Deaad é se transformar em um Centro de Formação para a atuação na modalidade a distância e em um Centro de Controle de dados e informações sobre a educação a distância na Unilab. Em 2017, teve início dois novos cursos, partindo para a realização do objetivo da transformação em Centro de Atuação. O alcance a este objetivo é possível pela parceria com outras universidades auxiliando com os cursos de formação para docentes, tutores e servidores.

A institucionalização da modalidade educação a distância é o maior desafio da Unilab, já que, institucionalizar se entende que a modalidade seja vista com a mesma naturalidade que a modalidade presencial e que os discentes possam optar por cursar disciplinas na modalidade presencial ou na modalidade a distância. Este marco somente foi possível com a implantação de disciplinas semipresenciais, nos cursos presenciais, causando a mudança nos projetos pedagógicos e, principalmente, a mudança da postura de resistência à modalidade.

Em 2017, através do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), do governo federal, a Unilab voltou a ofertar os quatro cursos que antes tinha do Programa Nacional de Formação em Administração Pública (PNAP) – (Administração Pública, Especialização em Gestão Pública, Gestão Pública Municipal e Gestão em Saúde) e passou a ofertar duas novas especializações, dentro do Programa de Formação de Professores. As duas especializações marcaram o ingresso do Instituto de Ciências da Saúde (ICS) e do Instituto de Engenharias e Desenvolvimento Sustentável (Ieds) no Sistema UAB, com a oferta dos cursos de Saúde da Família e Gestão de Recursos Hídricos, Ambientais e Energéticos.

Comentários encerrados.