“A CPLP, uma organização para quê?” é tema da conferência Ceiáfrica na Bahia

30

O Centro de Estudos Interdisciplinares Africanos e das Diásporas (Ceiafrica), vinculado à Reitoria da Unilab, promove, na próxima semana, dia 3 de julho, a Conferência “A CPLP, uma organização para quê?” com o palestrante, professor Michael Cahen, pesquisador da Universidade de Bordeaux, na França e diretor de pesquisa do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS).

O evento acontecerá as 13h30, no Auditório do Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA, com o objetivo de mostrar o que faz a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) no Brasil, quais são as suas orientações e valores ideológicos, entre fins linguísticos, negócio de petróleo e integração no seu seio de umas das piores ditaduras do mundo, a Guinea Equatorial?”

Esta é segunda visita de Michel Cahen à Unilab. Em 2013 proferiu a sua primeira conferência na Unilab sobre os conceitos de África Lusófona e Lusofonia.

O Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) é um organismo público de pesquisa francesa que produz saberes e colocando-os a serviço da sociedade. O escritório do CNRS Brasil foi criado em 2010 e tem por objetivo ajudar e estabelecer parcerias de pesquisa científica entre o CNRS e os organismos de pesquisa brasileiros.

Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) foi criada em 1996 e reune os países da Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Portugal e Timor-Leste. Tem o objetivo de partilham a Língua Portuguesa – nações irmanadas por uma herança histórica, pelo idioma comum e por uma visão compartilhada do desenvolvimento e da democracia, além de concertação política e a cooperação nos domínios social, cultural e econômico.

Sobre o palestrante
Michel Cahen é historiador e especialista na evolução política da África contemporânea de colonização portuguesa, realizando suas pesquisas principalmente a partir de Moçambique. Além de ser investigador associado da l’École des hautes études hispaniques et ibériques, Casa de Velázquez, Madrid, e investigador convidado do Instituto de Ciências Sociais, ULisboa.

Prof. Michel Cahen em encontro com docentes no auditório do Campus da Liberdade, Redenção/CE

Matéria relacionada:

O historiador francês Michel Cahen discute lusofonia e África lusófona na Unilab

Comentários encerrados.