Comissão retoma proposta de parceria com a UFBA para implantação do curso de Medicina no Campus dos Malês

Foto: Assecom

Na manhã da última quarta-feira (9), membros da Comissão de Implantação do Curso de Medicina no Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA, instituída pela Portaria Campus dos Malês nº 6, reuniram-se com o professor Luís Fernando Fernandes Adan, diretor da Faculdade de Medicina da Bahia da UFBA, e o professor José Valber Lima Menezes, vice-diretor da Faculdade, onde ocorreu o encontro.

A reunião teve como principal pauta a retomada dos diálogos para uma parceria entre Unilab e UFBA, iniciados em um encontro no dia 1º de outubro de 2015, com o objetivo de implantar o curso de Medicina no Campus dos Malês. Além dos representantes da Faculdade de Medicina da Bahia da UFBA, participaram do encontro as professoras Mírian Sumica e Marília Fontoura (UFBA/Sesab/Unilab), e os servidores técnicos da Unilab Marcus Dias, Silvani Almeida e Fabrício Pereira, também membros da Comissão.

José Valber Meneses e Luís Fernando Adan, vice-diretor e diretor da Faculdade de Medicina da Bahia da UFBA, respectivamente | Foto: Assecom

Para a presidente da Comissão de Implantação, Mírian Sumica, “a cooperação da UFBA é fundamental para o desenvolvimento das ações de implantação e fortalecimento do curso de Medicina nos Malês, considerando a sua experiência na implantação de novos cursos, em municípios do interior, a exemplo de Vitória da Conquista, recentemente, bem como o seu reconhecido trabalho em graduação, pesquisa e extensão”. De acordo com a professora, a aproximação da Unilab com a Faculdade de Medicina é também uma estratégia para a busca de ações cooperativas e criativas no auxílio das questões técnicas e de infraestrutura. “Mais do que nunca, o princípio da solidariedade, que norteia a missão institucional da Unilab, deve ser colocado em prática. O intercâmbio de saberes e experiências nos ajudará a otimizar os poucos recursos e o momento de contingenciamento, apontando para novas soluções, sustentáveis, criativas, inclusivas e cidadãs”, argumentou Mírian Sumica.

Foto: Assecom

O caráter social e assistencialista foi ressaltado pela professora Marília Fontoura, ao argumentar a relevância da implantação do curso de Medicina em favorecimento de São Francisco do Conde e regiões próximas. “Trata-se de um projeto diferenciado, voltado à atenção primária, no contexto da interiorização do ensino público, ligando a política de expansão da Unilab às diretrizes do Programa Mais Médicos”, ressalta a professora, que já foi Secretária de Saúde do município.

Na ocasião, o professor Luís Fernando Adan enfatizou a grandeza do projeto de integração com os países lusófonos, construído pela Unilab, e afirmou ser simpático à proposta da cooperação, que para ele representa uma ponte para o desenvolvimento das duas instituições. “Em um momento em que os recursos físicos são escassos, o engajamento em projetos diferenciados como o da Unilab cumpre uma missão social, para a qual empenharemos os recursos humanos possíveis”, garantiu o diretor da Faculdade de Medicina, que prometeu organizar uma visita ao Campus dos Malês para acompanhar o andamento do projeto e estreitar a parceria.

 

Comentários encerrados.