I Semana de Química da Unilab enfoca sustentabilidade e soluções para o Maciço de Baturité

Abertura da I Semana de Química da Unilab

Começou nesta terça-feira (19) a I Semana de Química da Unilab, com o tema “Química verde: um novo olhar para o Maciço”. A abertura contou com a participação da professora Mônica Silva e, em seguida, das estudantes Valdilane Santos e Daniele Nobre, que apresentaram performance poético-teatral sobre a diversidade étnico-racial na universidade.

A temática “Química Verde” foi escolhida pela importância do reaproveitamento das matérias-primas, a busca pelo uso das energias renováveis, uso das novas tecnologias limpas, em detrimento da falta de sustentabilidade ambiental, esclareceu o professor do Instituto de Ciências Exatas e da Natureza (Icen) Aluísio Fonseca.

Adriana de Oliveira, professora da Unifor

Professora da Universidade de Fortaleza (Unifor), Adriana de Oliveira ministrou palestra com o tema “Um Q a mais na sustentabilidade do Maciço de Baturité”. A pesquisadora ressaltou a presença da Química no estudo de todas as matérias. “Não precisa ter medo da Química, todas as coisas passam por ela; temos que entender e respeitar essa utilização”, ressaltou, exemplificando que a Química está presente em todas as esferas da vida moderna, como moradia, vestimenta, alimentação e transporte.

Entretanto, o manejo não sustentável da Química pode trazer danos ambientais, como os causados pelo descarte inadequado de baterias e pilhas, que contamina solos e lençóis freáticos com ácidos e metais. Situação parecida ocorre também com o descarte de um item do cotidiano feminino: o batom. “Mas se houver responsabilidade e técnica na utilização, a Química não será vilã”, tranquiliza Adriana.

A professora destacou que o Maciço de Baturité, região onde ficam os campi da Unilab no Ceará, é uma Área de Proteção Ambiental e, por isso, necessita de ainda mais atenção em relação à sustentabilidade. “É necessário utilizar, para uma Química sustentável, produtos menos danosos, produtos que usem menos energia e materiais e com processos de produção sustentáveis”, apontou a docente. Como exemplos, citou o Hidrogel, utilizado como fertilizante de baixo custo; técnicas de descarte correto de lixo eletrônico utilizando a melanina para retirar metais do Meio Ambiente e o coletor que produz água potável a partir da umidade do ar.

No período da tarde, as atividades de capacitação e aprendizado na I Semana de Química (Sequi) foram iniciadas com minicursos, que continuarão acontecendo até a sexta-feira (22). Entre as temáticas, a professora da Universidade Federal do Piauí (UFPI) Josy Anteveli Osajima Furtini apresentou os “Princípios de fotoquímica”.

Professora da UFPI, Josy Furtini

Segundo a discente, a importância da Fotoquímica está na sua inserção em todos os processos que iniciam por luz. Nesse contexto, quando se trabalha com a sustentabilidade, faz-se necessário conhecer em detalhes este mecanismo. “Espero que este curso traga uma perspectiva nova do processo quando ele se realiza num material/fonte viva ou não, percebendo a transformação pelos meios que a luz, na incidência, pode ocasionar”, esclarece Josy Furtini.

O minicurso oferecido pela palestrante da UFPI será dividido em três etapas: duas com apresentação dos princípios básicos da Fotoquímica, considerando a recepção dos estudantes quanto ao sistema e, na última etapa, aplicação de técnicas que os alunos, estudantes e profissionais podem estudar.

Professor do IFCE, João Carlos Assunção

Outros cursos desta tarde são: “Biocombustíveis: Aspectos teóricos e práticos Palestrante”, ministrado pelo professor do Instituto Federal do Ceará (IFCE) João Carlos da Costa e pelo estudante de mestrado em Energias Renováveis pelo IFCE, André Luís Lima,  e “Agrotóxicos: impactos ambientais e sociais”, com a professora do Icen Daniela Queiroz.

Daniela Queiroz, professora do Icen/Unilab

Como proposta de oficina prática, os palestrantes do Centro Acadêmico de Química que estão cursando o 5º semestre do curso realizaram “Experimentos Superinteressantes de Química”, com uso de materiais existentes na natureza em experimentos do cotidiano, com a participação da professora do Icen, Eveline Abreu de Menezes. Outra oficina apresenta os “Óleos Essenciais”, com o professor Aluísio Fonseca.

Oficina “Experimentos Superinteressantes de Química”

Segundo Lucas Cordeiro, da Comissão de Sistematização e Marketing da I Sequi, a oficina tem o objetivo de “fazer um comparativo com a Química do cotidiano e ser um atrativo para os alunos do Ensino Médio que visitam a Unilab para que, posteriormente, conquistem uma vaga no nosso curso”, declara o palestrante.

Para a professora Mônica Silva, a realização da primeira edição do evento foi além das expectativas, extrapolando o número de inscrições. Quanto ao convite de palestrantes de outras instituições, veio da necessidade de fortalecer a cooperação entre os profissionais que vivenciam a Química.

Equipe palestrante do Centro Acadêmico de Química

A programação continua até sexta-feira (22). Confira aqui.

Para saber mais, leia sobre a I Sequi.

Comentários encerrados.