Curso de Administração Pública forma novos profissionais brasileiros e guineenses

Formatura da última turma trimestral do Curso de Administração Pública

O curso de Bacharelado em Administração Pública da Unilab, do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), modalidade presencial, formou mais seis profissionais, dentre eles tivemos dois brasileiros e quatro guineenses. A solenidade de Colação de Grau da última turma do regime trimestral foi realizada na última sexta-feira (6), no Auditório Administrativo do Campus da Liberdade, em Redenção/CE

Estiveram presente, a Vice-Reitora, professora Lorita Pagliuca, o representante da Pró-Reitora de Graduação (Prograd), professor Gustavo Henn, a diretora do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA) e patrona do Curso de Bacharelado em Administração Pública, professora Rosalina Tavares e o coordenador do curso de Administração Pública e paraninfo da turma, professor Pedro Rosas Magrini, além de outros professores e outros profissionais da Unilab.

Os novos bacharéis: Adjiradu Turé, Dayanne Frazão, Francisco Vinicius Sampaio da Silva, Mariana Sousa Almeida, N`Djode Albino dos Santos e Waldir Pedro Mendes Té realizaram o sonho da conquista do título de Graduação, expressando-se através dos pronunciamentos com palavras de ânimo, prosperidade e promessas de uma realidade melhor para o Maciço de Baturité e aos países parceiros da Unilab.

Para o professor Pedro Magrini, coordenador do curso de Administração Pública, a importância da qualificação adquirida na Unilab será de suma ajuda aos futuros profissionais, principalmente aos estrangeiros. “Este projeto de parceria é solidário e generoso. De alguma maneira essas formações serão levadas, possibilitando elevar a qualidade dos administradores e administradoras públicas, na busca de uma gerência mais justa, com mais direitos e pensamentos em igualdade, Justiça Social, equidade, dentro de seus países”, declarou o docente.

Paraninfo da turma, professor Pedro Magrini

“O curso de Administração Pública é o curso que mais tem a ver com a transformação da sociedade, além de cuidar daquilo que é de todos”, declarou o orador da turma e concludente, Francisco da Silva, sobre sua escolha profissional. Natural de Aracoiaba, região do Maciço de Baturité/CE, fez sua pesquisa do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) voltado à política de inclusão social, com a temática “Política pública de educação especial na perspectiva da educação inclusiva”, desenvolvido nas escolas municipais do município de Aracoiaba/CE que ofertam os serviços de educação especializada.

Francisco da Silva, orador da turma

O pronunciamento da patrona da turma, professora Rosalina Tavares, enfatizou: “Vocês são corresponsáveis pelo legado que deixam. Hoje o mundo precisa de uma administração pública profissionalizada, onde os profissionais tenham além de profissionalização técnica, a excelência interpessoal e humana. Sejam capazes de pautar suas ações nos princípios da Administração, com ética, transparência, valores de visão sistêmica, sobre meio ambiente, política, democracia, principalmente no Princípio da Humanidade”, enfatizou a diretora do ICSA.

“Ter a responsabilidade de fazer com que as coisas aconteçam, na gestão pública, para o bem público”, destacou a vice-reitora, professora Lorita Pagliuca, na importância de ser um Administrador Público.

Vice-Reitora, Lorita Pagliuca, concludente Adjiradu Turé e a diretora do ICSA, Rosalina Tavares.

A concludente guineense, Adjiradu Turé, pretende contribuir com a gestão pública de seu país, sabendo que o mesmo se encontra em déficit de profissionais com qualidade e eficiência. Desenvolveu sua pesquisa do TCC na área de Qualidade no Atendimento do Serviço Público, através da aplicação do estudo de caso no Hospital Municipal de Redenção com pareceres dos estudantes da Unilab. “Os resultados foram negativos e insatisfatórios, apresentando um atendimento falho e deficiente. Necessitando uma revisão no atendimento ao público”, declarou Adjiradu.

Sobre o curso de Bacharelado em Administração Pública
O curso reconheceu, no final de 2014, o conceito de nota 4,0 que indica um perfil “Muito bom” de qualidade na avaliação final concedida pelo Ministério da Educação (MEC).

De acordo com o Projeto Político do Curso (PPC), o curso de Bacharelado em Administração Pública tem duração de 4 anos, com carga horária de 3.220 horas e oferta de 100 vagas anuais. Conta com o corpo docente formado por 20 professores, entre homens e mulheres. Dentre estes, 19 são efetivos e uma substituta, entre doutores, mestres e especialista.

Segundo dados da Diretoria de Registro e Controle Acadêmico (DRCA), durantes os sete anos de criação da Unilab, concluíram o curso 184 bacharéis na modalidade presencial. Num total de 667 discentes formados em todos os cursos da Unilab, considerando que as atividades acadêmicas tiveram início em 2011, 2012 e 2013, para alguns cursos com duração de cerca de cinco anos.

Comentários encerrados.