Pesquisadores da Unilab participaram do XXX Congresso Brasileiro de Agronomia

A trigésima edição do Congresso Brasileiro de Agronomia (CBA), realizada nos dias 12 a 15 de setembro, em Fortaleza/CE, teve a participação de estudantes do Curso de Agronomia, vinculado ao Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR), Francisca Josilene Carneiro, Francisca Jéssica Pinto, Halline dos Santos, Sebastião Chiquete, Luana Alexandre, Stallone Soares, integrantes do Grupo de Pesquisa em Topografia e Geoprocessamento (TOPOGEO) e Raimundo Rocha, Renato de Oliveira, Edmilson Cardoso e Venâncio Doutel, integrantes do grupo de pesquisa de Tecnologia da semente do curso de Agronomia da Unilab.

O evento, sob a temática “Segurança hídrica: um desafio para os Engenheiros Agrônomos do Brasil”, foi organizado pela Associação de Engenheiros Agrônomos do Ceará (AEAC), com a promoção da Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (CONFAEAB), sendo realizado a cada dois anos, e considerado o maior da agronomia brasileira que discutiu assuntos relevantes para o agronegócio brasileiro, novos paradigmas para a agronomia e para a sociedade nacional e mundial.

Os estudantes tiveram a orientação dos professores do IDR, Rafaella Nogueira, Fred Denilson da Silva e Maria Clarete Ribeiro. Os trabalhos abordaram as seguintes temáticas: Mapeamento do uso de agrotóxico; Mapeamento das árvores na área urbana de Acarape; Efeito das queimadas em solos do bioma Caatinga; Geoprocessamento aplicado a detecção de áreas de aterro sanitário no Maciço de Baturité; Distribuição espacial dos focos de calor no Estado do Ceará; Uso do estimador de Kernel na análise da arborização e Produção vegetal e déficit hídrico.

“A participação no XXX CBA tornando sua visão mais ampla do curso de Agronomia com um leque de conhecimento ofertados por especialistas das ciências agrárias. Essa experiência foi motivante para a continuidade da minha formação, mostrando novos horizontes e incentivo para minha pesquisa acadêmica”, declarou Jessica Pinto.

A estudante Luana Alexandre apresentou sua pesquisa sobre análise espacial dos focos de calor no Estado do Ceará e apresentou a relevância da utilização de geotecnologias para analisar a distribuição dos focos de calor no estado, e pode vir a ser empregado como subsídio para tomadas de providências no sentido de minimizar a grande quantidade de queimadas ocorridas nos últimos 6 anos. “Discutir os desafios encontrados por agrônomos de todo o país, tais como a segurança hídrica e a segurança alimentar e prestigiar trabalhos das mais variadas temáticas e de diversas regiões brasileiras” está foi a importância da participação das estudantes no XXX CBA, declarou Luana.

Comentários encerrados.