Inscrições prorrogadas até terça (20) do projeto “A preservação dos Monumentos Negros”, na Bahia

Roda de capoeira, resquício das danças de guerra segundo Rugendas, 1835

As inscrições para participar do projeto de extensão “A preservação dos Monumentos Negros: A política em torno do patrimônio cultural afro-brasileiro”, foram prorrogadas até próxima terça-feira (20). A atividade será ministrada no Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA.

Os interessados devem se inscrever exclusivamente pelo Formulário Eletrônico para concorrer a vaga.

O curso envolve atividades práticas regulares de capoeira angola associadas a vivências de samba de roda. O aprofundamento prático nestas manifestações culturais será relacionado a uma reflexão crítica acerca da patrimonialização da cultura afro-brasileira. As atividades pedagógicas de caráter prático se encontram imbricadas em análises teóricas acerca dos processos que envolvem o reconhecimento de símbolos culturais afro-brasileiros, aqui denominados Monumentos Negros, como parte do patrimônio cultural nacional e internacional. Com este intuito será analisado o aparato institucional ligado à promoção dos direitos culturais, especificamente no que se refere ao direito de acesso ao patrimônio cultural afro-brasileiro. A educação patrimonial será também um dos temas centrais a serem abordados nas atividades de extensão.

A atividade está sendo coordenada pelo professor do Instituto de Humanidades e Letras (IHL), Bruno Amaral Andrade que ressalta que não há necessidade de experiência prévia com a capoeira para participar das atividades práticas. Os encontros regulares se darão nas quartas-feiras, no horário das 15h às 17h, a partir das da próxima quarta-feira (21).

Após as inscrições, a confirmação da inscrição serão encaminhadas informações adicionais e textos associados às reflexões propostas. Outras informações pelo email do projeto monumentosnegros@gmail.com ou diretamente pelo email do coordenador (brunoandrade@unilab.edu.br).

Comentários encerrados.