Unilab entrega à comunidade do Grande Bom Jardim relatório técnico de pesquisa sobre movimento social

O grupo de extensão e pesquisa Diálogos Urbanos, vinculado ao Instituto de Humanidades e Letras (IHL), da Unilab, realizou a entrega formal do Relatório Técnico da Pesquisa “Perfil da Rede DLIS do GBJ”, no último dia 9 de março, na sede do Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza (CDVHS), durante a reunião mensal da Comissão de Articulação da Rede de Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável do Grande Bom Jardim (REDE DLIS do GBJ).

Entrega do Relatório no Centro de Defesa da Vida Herbert de Sousa (CDVHS). Foto: Diálogos Urbanos/Unilab.

A pesquisa foi realizada entre os meses de setembro de 2017 e janeiro de 2018. O Relatório, que será posteriormente publicado em versão final, está sendo consolidado pelas equipes da Unilab e Rede DLIS do GBJ, inclusive com normalização, ajustes e correções necessárias. O arquivo está disponível neste link e, para mais informações, entre em contato pelo e-mails eduardomachado@unilab.edu.br ou erikarocha911@gmail.com.

O Grande Bom Jardim (GBJ), situado na região sudoeste de Fortaleza, é formado pelos bairros Bom Jardim, Canindezinho, Granja Lisboa, Granja Portugal e Siqueira, com população aproximada de 211 mil habitantes. As famílias e comunidades que residem no Grande Bom Jardim são cotidianamente atingidas por violências e violações de direitos, inclusive as relacionadas à ausência ou precariedade de infraestruturas, equipamentos e serviços urbanos.

Ao mesmo tempo, o território do GBJ possui ampla tradição associativa, de mobilização social e luta popular. A Rede DLIS, instituída em 2003, é uma articulação político-técnica de entidades populares, movimentos sociais, coletivos culturais, coletivos de juventude e lideranças comunitárias que luta pela garantia de direitos fundamentais e pela ampliação da democracia e da participação popular no território e na cidade de Fortaleza.

Visita político-técnica do grupo de pesquisa e extensão Diálogos Urbanos à Associação de Moradores do Bom Jardim. Foto: Diálogos Urbanos/Unilab.

A pesquisa, fruto de uma parceria entre o Grupo Diálogos Urbanos e a Rede DLIS do GBJ, foi efetuada através de observação participante – contemplando a observação direta de atividades, processos e eventos da Rede desde 2015 –, assim como de visitas técnicas às entidades, da elaboração e aplicação de questionário, da realização de entrevistas e da análise de documentos. Os dados e análises gerados, agora disponibilizados, subsidiam e apoiam as lutas populares urbanas e os processos coletivos de planejamento, gestão e desenvolvimento interinstitucional da Rede.

As ações desenvolvidas assumem o caráter de assessoria acadêmica aos movimentos sociais, articulando processos de pesquisa, de extensão inovadora e de formação de lideranças populares, trabalhando com referências e metodologias como a observação participante, a pesquisa-ação e a educação popular. Os Projetos contam com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura, da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Comentários encerrados.