Grupos de pesquisa realizam II Fórum de Divulgação Científica em Ecologia e Evolução da Unilab

II Fórum de Divulgação Científica em Ecologia e Evolução da Unilab ocorreu no último dia 18, no Campus das Auroras.

O Grupo de Pesquisa em Ecologia e Recursos Naturais e o Grupo de Pesquisa em Biologia Vegetal da Unilab realizaram, no último dia 18, o II Fórum de Divulgação Científica em Ecologia e Evolução, no Campus das Auroras, em Redenção/CE.

Os grupos, ligados ao Instituto de Ciências Exatas e da Natureza (Icen), atuam na investigação da biodiversidade da Serra de Baturité, etnobotânica (estudo das contribuições da botânica e da etnologia) e também na divulgação do conhecimento científico e incentivando a preservação dos recursos naturais da Serra de Baturité.

O evento contou com a participação de 250 estudantes das Escolas da região do Maciço de Baturité – EEF Padre Crisóstomo, EEF Humberto Cam

 

pos e EEF Maria do Carmo Bezerra – e também com estudantes de graduação da Unilab, Universidade Estadual do Ceará (Uece) e Universidade Federal do Ceará (UFC).

Nesta edição, foram oferecidas cinco palestras simultâneas, enriquecidas com vivências práticas, abordando os temas: “Evolução dos seres vivos e processos de fossilização com enfoque em peças da região do Cariri cearense que fazem parte do acervo da Unilab; Ecologia das interações ecológicas entre fungos entomopatogênicos, Ophiocrodyceps, Gibelulla, entre outros que são encontrados na Serra de Baturité e demonstração dos trabalhos realizados na Serra pelo grupo de pesquisa em Ecologia; Demonstração das técnicas de estudo em botânica com as espécies do Herbário da Unilab e doação de mais de 200 kits de sementes de espécies nativas para os alunos plantarem; Comportamento animal e

 reconhecimento de características dos diversos grupos de serpentes, lagartos e aracnídeos, onde teve a interação dos alunos com os exemplares vivos do laboratório de Ecologia e Evolução; Diversidade das vespas parasitoides e suas interações com aranhas e outros organismos na Serra de Baturité.

 

A iniciativa foi organizada pelo professor Jober Fernando Sobczak – como parte da divulgação dos resultados vinculados aos projetos de pesquisa fomentados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Hymenoptera Parasitoides da Região Sudeste Brasileira (INCT-Hympar); Programa de Bolsas de Produtividade em Pesquisa, Estímulo à Interiorização e à Inovação Tecnológica, da Fundação Cearense de Pesquisa (BPI-Funcap) – e pela professora Jullyana Sobczak, com o projeto de pesquisa fomentado pelo CNPq, juntamente com a bióloga Sarah Ramos e pelos alunos de extensão do Programa de Bolsas de Extensão, Arte e Cultura (Pibeac/Unilab) e iniciação científica (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic/Unilab) de ambos os grupos de pesquisa.

Comentários encerrados.