Entidades se reúnem para a implementação da II fase do Projeto Ripes

Da Esquerda pra direita: ( Janesca Roman/MCTIC, Zeli Rocha/ABC, Profa. Artemisa/UNILAB, Prof. Max/UNILAB, Sônia da Costa/MCTIC)

Da Esquerda pra direita: Janesca Roman/MCTIC, Zeli Rocha/ABC, Profa. Artemisa/Unilab, Prof. Max/Unilab, Sônia da Costa/MCTIC.

No dia 20 de abril de 2018, a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE), a Assessoria de Assuntos internacionais (ASSIN/MCTI) do Ministério da Ciência,Tecnologia e Inovação(MCTI), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa( RNP) e a Rede de Instituições Públicas de Educação Superior (RIPES), realizaram a 1ª Reunião Técnica para a implementação da II fase do Projeto Ripes, na Sede Executiva dos respectivos orgãos, em Brasília.

A Unilab foi representada pelo Pró-Reitor de Relações Institucionais, César Araújo, e pela professora Artemisa Monteiro, coordenadora da RIPES.

Esta reunião teve como objetivo avaliar as ações da RIPES até março de 2017, explanar as propostas dos pontos focais nas reuniões anteriores, avaliar a viabilidade da RIPES enquanto projeto e Rede. Assim, foi possível sinalizar a sua formalização e traçar uma nova proposta de Projeto para fase II dentro dos esforços e realidade financeira da gestão 2018-2019, com vistas a reforçar o diálogo entre a Unilab, universidades dos PALOP, do Timor-Leste e demais Universidades públicas brasileiras.

Representantes da Unilab na reunião: professores César Araújo e Artemisa Monteiro.

Representantes da Unilab na reunião: professores César Araújo e Artemisa Monteiro.

A coordenadora geral de Cooperação da ABC/MRE, Alessandra Ambrósio, fez uma retrospectiva da Fase I da RIPES – considerada apenas como a fase de estruturação e pavimentação das relações com os pontos focais (países parceiros).

Agenda de Trabalho

A agenda de trabalho tratou dos seguintes temas: a formatação da proposta do Projeto da fase II, apenas com ações viáveis a serem desenvolvidos e dentro do atual orçamento a ser entregue até dia 27/04 para apreciação da ABC e em seguida propor o projeto à CPLP e aos pontos focais, a concepção das duas Revistas eletrônicas e da Plataforma digital, serão viabilizadas através do Repositório da CPLP em parceiria com IBITC do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Na ocasião, foi traçado um cronograma de atividades para execução das Ações da RIPES. A começar pela missão a Secretariado Executivo da CPLP em Lisboa para consolidação do Projeto RIPES na Fase II.

Como ações previstas estão:
– A participação da RIPES na Cimeira da CPLP na cidade de Praia – Cabo Verde;
– Missão técnica à Guine-Bissau e
– Realização do I Seminário Nacional, I Seminário Internacional e I encontro dos Embaixadores dos Países paceiros da IPES, na Unilab – CE.

Da esquerda pra direita: Profa. Artemisa, Prof. Max, Nelson Simões/RNP, Pilar Almeida/RNP.

Da esquerda pra direita: Profa. Artemisa, Prof. Max, Nelson Simões/RNP, Pilar Almeida/RNP.

Estes seminários visam atender à nova demanda da Ripes e acelar o processo de bucar os resultados concretos que a atenda aos pontos focais e a CPLP, assim como, divulgar e promover a RIPES no Brasil (entre as IES) e na própria Unilab, com intuito de promover trocas de saberes, experiências e conhecimenos de internaciopnalização entre as universidades nacionais e internacionais. O encontro objetiva fortalecer a internacionaização na Unilab, disseminar entre gestores, técnicos, discentes e docentes o papel da internacionalização da Unilab tendo parâmetro os conteúdos currículares e a sua internacionalização.

Da esquerda pra direita: Alessandra Ambrósio /ABC, Profa. Artemisa, Zeli Rocha/ABC, Prof. Max.

Comentários encerrados.