Responsabilidade de condutores e estatísticas de acidentes foram temas no “Movimento Maio Amarelo”

– Primeira edição do Movimento Maio Amarelo na Unilab

A primeira edição do “Movimento Maio Amarelo” aconteceu na Unilab, no último dia 15, com a palestra: “Nós somos o trânsito”, ministrada pelo  coordenador geral do Movimento Maio Amarelo no Ceará e tenente da Polícia Militar (PM/CE), Luis Carlos Paulino, que chamou a atenção da comunidade acadêmica e participantes para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

Coordenador geral do Movimento Maio Amarelo no Ceará e Tenente da PM/CE, Luis Carlos Paulino.

O evento foi organizado pelo setor de segurança da Divisão de Saúde, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho (DSSQVT), vinculada à Superintendência de Gestão de Pessoas (SGP).

O superintendente da SGP, Adriano Nascimento, abriu a palestra que contou com a participação do ouvidor da Unilab, José Maria Nogueira, de servidores, funcionários vinculados à Divisão de Transportes (Divtrans/CSO/Proad), dos motoristas terceirizados da empresa Interativa e motoristas de ônibus particulares. Os presentes participaram do sorteio promovido pela coordenação da campanha de itens personalizados.

Participação dos motoristas terceirizados da empresa Interativa | Foto: Eliziê Pinheiro/DSSQVT/SGP

Na abertura do evento, os participantes foram recepcionados com um café da manhã de integração. Logo em seguida, a roda de conversa apresentada por Luis Paulino, coordenador geral no Ceará do Movimento Maio Amarelo, dispôs os temas pertinentes à segurança viária com apresentação dos dados estatísticos de mortes e acidentes no trânsito, além da mostra de comportamentos indesejados que contribuem para a ocorrência de acidentes e das ações positivas para redução dos números de ocorrências no trânsito.

Motorista e ganhador do sorteio da campanha Maio Amarelo, Luiz Ferreira Evangelista| Foto: Eliziê Pinheiro/DSSQVT/SGP

Segundo Eliziê Pinheiro, chefe do setor de segurança da DSSQVT/SGP, o evento superou as expectativa, contou com presença de 30 participantes. “Ações como essas são de extrema importância não só para servidores e motoristas, mas para toda a comunidade acadêmica, considerando que servidores e alunos deslocam-se de outros municípios todos os dias para realizar suas atividades de trabalho ou estudo na Unilab. Estes deslocamentos implicam em certos riscos diários, sendo necessário discutirmos periodicamente estratégias de prevenção de acidentes e agravos relacionados ao trânsito”, esclareceu Eliziê.

Comentários encerrados.