Moçambique comemora 43 anos de Independência

Com o lema: “Moçambique: O país do Pandza”, a Associação dos Estudantes Moçambicanos na Unilab (AEMOZ) da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) promove, de 25 a 27 de junho, a Semana de Moçambique, repleta de atividades, ao longo dos dias, no Campus da Liberdade, em Redenção/CE.

As atividades têm como foco a celebração dos 43 anos da Independência desta ‘Pérola do Índico’, sendo um mergulho na riqueza das tradições socioculturais, da literatura e da história moçambicanas, com toda sua beleza e diversidade.

Mostra de Cinema – adaptação cinematográfica por Mia Couto (2007)

Entre as ações, a programação traz exposição fotográfica, mesas-redondas, apresentações culturais, gastronômicas, oficinas, mostra de cinema, apresentação teatral e o Simpósio Luar Moçambique.

Download (PDF, 220KB)

Moçambique – A Pérola do Índico
A República de Moçambique (nome oficial) é um país com mais de 801 mil quilômetros quadrados no sudeste africano e que tem como capital a cidade de Maputo. Independente do domínio colonial lusitano desde 25 de Junho de 1975 (em 2018 completando 43 anos), Moçambique é um país em franco crescimento e integra a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), Comunidade dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (Palop), Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e a Organização das Nações Unidas (ONU), entre diversas outras organizações internacionais.

Com mais de 28 milhões de habitantes, Moçambique tem como língua oficial o Português, de acordo com a Constituição de 2004. O mesmo documento identifica e protege diversas línguas nacionais, todas da grande família de línguas de origem Bantu, sendo as principais: Emakhuwa, Xitsonga, Ciyao, Cisena, XiChona, Echuwabo, Cinyanja, Xironga, Shimakonde, Cinyungue, XiChope, Bitonga e Kiswahili.

Comentários encerrados.