Nota em resposta aos questionamentos a respeito da reinserção de egressos no PAES

Reinserção de egressos no PAES

O não recebimento de parte dos auxílios da assistência estudantil por alguns discentes do Bacharelado em Humanidades se deve ao fato de que, ao completar os componentes curriculares do curso (1º ciclo), o estudante se gradua e se desliga oficialmente da universidade. Para colar grau deve estar com status “formado”. Os egressos podem, entre outras possibilidades, seguir para um dos cursos do 2º ciclo na área das Humanidades.

O início deste 2º ciclo implica em novo número de matrícula e, aos que eram beneficiários do Programa de Assistência ao Estudante (PAES), em processo de reinserção no programa. É necessário, portanto, que esses discentes cumpram as etapas previstas em regulamentação para receberem normalmente a partir de setembro. Importante registrar que lidamos com o pagamento para 2.400 estudantes inseridos no PAES, além de uma série de etapas administrativas e de estrita observância à legislação.

A fim de minimizar o problema pontualmente, a Reitoria autorizará a liberação de auxílio emergencial aos discentes do Ceará e da Bahia que se encontram nesta situação. Todas as medidas estão sendo tomadas para acelerar este repasse ainda nesta semana ou, no máximo, início da próxima. Foi autorizada também a isenção da taxa no Restaurante Universitário para estes estudantes no Malês.

Cumpre ressaltar o empenho e o diálogo aberto da Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis e da Pró-Reitoria de Graduação na perspectiva de uma solução definitiva. Houve reunião com os estudantes nos dias 13 e 20/07 e haverá outra amanhã (25).

Não houve cortes de internet ou água no Campus dos Malês por parte da Administração. O sinal de wi-fi vem passando há algum tempo por instabilidade; e o fornecimento de água necessita diariamente de manutenção e ativação manual, que não puderam ser realizadas porque as pessoas responsáveis foram impedidas de entrar no campus.

Reafirmamos o compromisso institucional com o projeto da Unilab e chamamos ao diálogo sincero e à negociação comprometida com as soluções que beneficiem os que mais necessitam.

Redenção, 24 de julho de 2018.

 

A Reitoria

Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Comentários encerrados.