Aquisição da linguagem por meio de contação de histórias é tema do projeto Café com Letras

Acontece, nesta quinta-feira (13), no auditório Administrativo do Campus Liberdade, a partir das 16h30, o próximo encontro do Projeto Café com Letras. Neste encontro o projeto irá discutir, por meio de palestra, a “Aquisição da Linguagem: trajetórias de letramentos não escolares a partir das atividades de contação de histórias no Programa de Extensão Viva a Palavra”. Os palestrantes serão Carlos Sampaio e Mirian Abondancia.

Esta palestra de contação de história está vinculada ao Programa de Extensão da Universidade Estadual do Ceará (UECE), intitulado: Programa Viva a Palavra: circuitos de linguagem, paz e resistência da juventude negra na periferia de Fortaleza (Proex/MEC), coordenado pela professora Dra. Claudiana Nogueira de Alencar.

Palestrante Mirian Abondancia.

Palestrante Mirian Abondancia.

“Nosso objetivo é proporcionar a vivência no jogo de linguagem da Contação de histórias, possibilitando um espaço de trocas coletivas, por meio da escuta e das narrativas de cada uma, de cada um dos/das participantes da oficina. Ao ouvir uma história, evocamos antigos registros guardados dentro de nós, muitas vezes, nos identificamos com eles. Podemos atualizar nossas experiências pessoais e coletivas e, constituindo identidades, assim, partilhar conhecimentos que nos revelam ‘que a linguagem é um modo de ser, um modo de vida’, explicam os palestrantes.

O Projeto Contar, Cantar e Compartilhar Histórias surgiu da necessidade de ressignificar a vida das crianças da Comunidade Garibaldi. Em cada oficina de contações de histórias, são desenvolvidas atividades diferenciadas de leitura, releitura, contação, dramatização, música e dança. Atividades como: brincar, cantar, dançar, escrever, pintar e recortar, que, além de fortalecer vínculos com os amigos, ajudam a ampliar e desenvolver as competências linguísticas orais e escritas (Letramentos) das crianças participantes, bem como a capacidade de recontar histórias.

Palestrante Carlos Sampaio.

Palestrante Carlos Sampaio.

“Encerraremos cada oficina com atividades diversificadas, refletindo a respeito do reconhecimento e da valorização de cada tema apresentado, bem como os valores que perpassam a criação e a elaboração de cada uma das atividades propostas. Esperamos, a partir de cada história que iremos narrar, ressaltar a importância de adentrar no mundo das narrativas abordadas e, ao mesmo tempo, identificar o que elas trazem de singular, possibilitando, por meio do encantamento e dos afetos, uma melhor aproximação com as crianças da Comunidade Garibaldi”, ressaltam.

Comentários encerrados.