Unilab apresenta Planetário Móvel na II Feira do Conhecimento 2018

Grupo de Ensino, Pesquisa e Popularização da Astronomia e Astrofísica (GEPPAA/Unilab) | Foto: Michel Granjeiro

No primeiro dia da Feira do Conhecimento 2018, quarta-feira (21), o Grupo de Ensino, Pesquisa e Popularização da Astronomia e Astrofísica (GEPPAA/Unilab), gerenciado pelo professor e coordenador do curso de Física do Instituto de Ciências Exatas e da Natureza (Icen), Michel Lopes Granjeiro, levou o Planetário Móvel “Super Nova” da Unilab para apresentação dos temas da Astronomia e Astrofísica aos visitantes do evento, no Centro de Eventos do Ceará, Pavilhão Leste, em Fortaleza/CE.

Segundo o coordenador Michel Granjeiro, a ideia surgiu depois que, sob a orientação da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Proppg), seu projeto de pesquisa de ensino da Astronomia e da Astrofísica entre crianças e jovens de escolas públicas na Região do Maciço de Baturité, além de ações acadêmicas na Unilab, teve aprovação junto ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em 2012. Os recursos do financiamento foram direcionados à aquisição de telescópios e do Planetário móvel, para o desenvolvimento de projetos relacionados aos temas.

Explanações dos conhecimentos da Astronomia e Astrofísica aos visitantes do Planetário Unilab

O GEPPAA é composto por 43 membros, envolvendo um professor e estudantes dos cursos de Física, Matemática, Engenharia e Bacharelado em Humanidades (BHU) da universidade, entre brasileiros e estrangeiros. A equipe realiza as ações do Planetário Móvel “Super Nova: uma explosão de conhecimentos” (nome dado em alusão às estrelas que têm muita massa e que terminam sua vida em uma fantástica explosão), com visitações às escolas da região e ações acadêmicas. O equipamento tem capacidade para acomodar até 35 pessoas, além de dispor de um projetor eletrônico que realiza simulações de fenômenos astronômicos.

“O maior ganho dessa participação para o grupo é a abertura de visitação a outros lugares, como a proposta de visita à escola pública indígena em Maracanaú e outra no Horizonte/CE”, declarou o professor do Icen.

O Planetário Super Nova foi pioneiro no Nordeste em simulações de vários fenômenos astronômicos, entre fases da Lua, eclipse, chuva de meteoros e outros.

O programa utilizado pelo grupo para reprodução dos astros e constelações no projetor do Planetário da Unilab é o Stellarium Astronomy (planetário de código aberto instalado em computadores, que mostra um céu realista em três dimensões igual ao que se vê a olho nu, com binóculos ou telescópio).

Na visão dos visitantes, o grupo de estudantes do primeiro semestre dos cursos de Física e Matemática da Universidade Estadual do Ceará (Uece) declarou que a ideia do Planetário da Unilab mostrou que o ensino da Astrofísica vai além da lona e do projetor: com “uma divulgação científica acessível”, de estrutura “interessante e compacta”, uso do aplicativo Stellarium “que nos proporcionou sensações reais do espaço, astros e constelações”, o conhecimento das disciplinas interativas “aguçam o interesse dos visitantes no ramo da Astrofísica, Cosmologia”, podendo propiciar até “o interesse no desenvolvimento científico e tecnológico tão importante para o destaque do nosso país”.

Eduardo Barroso, Kevin Araújo, Jonatas Bezerra, Hércules Nery, David Cavalcante e Levi Silva, além da Física e da Matemática é o ensino da Astronomia.

Ações para o Futuro

Em 2019, de 21 a 24 de janeiro, o Icen vai promover a Semana de Astronomia da Unilab, nas dependências da instituição, com atividades que envolvem o manuseio dos telescópios, binóculos e demais instrumentos que tratam a temática.

Estande da Unilab na II Feira do Conhecimento: Juliana Selestino (Proppg), Andrea Linard (Vice-Reitora), Ranoyca Aquino (Proppg) e Rafaella Moreira (Proex)

A Unilab apresenta suas demais ações, projetos e atividades até o próximo sábado (24), das 9h às 20h, desenvolvidas pelas Pró-Reitorias, Institutos de Educação, Sistema de Biblioteca (Sibiuni) e lançamento de livros dos professores da Unilab nas várias áreas do conhecimentos, além da apresentação das tecnologias de visibilidade nacional e interacional desenvolvidas na universidade, como os projetos: Projeto Prioritário de Eficiência Energética e Carro Elétrico “Calanguinho”.

Para a Vice-Reitora da Unilab, a participação da Unilab no Sendi e na Feira de Conhecimento 2018 é de grande importância, sendo possível estabelecer, ao longo dos eventos, “uma rede de contatos (Network), junto a empresas, universidades ou agências de fomento e pesquisas para que possa, de forma prospectiva, pensar futuros projetos de pesquisa nos diversos ramos da ciência, tecnologia, inovação e negócios, além da oportunidade de propiciar aos estudantes contato com outras universidades, empresas e tecnologias de ponta desenvolvidas pelas equipes”, afirmou Andrea Linard.

Matéria relacionada: Unilab apresenta projetos de tecnologia e inovação no XXIII Sendi e na Feira do Conhecimento 2018.

Confira e prestigie a Unilab na programação da II Feira do Conhecimento 2018!

Comentários encerrados.