Unilab iniciará atividades do curso de Farmácia em abril deste ano

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), por meio do Instituto de Ciências da Saúde (ICS), iniciará as atividades do curso de Farmácia em abril, no período letivo de 2019.1, com 50 vagas ofertadas através de edital Sisure, a ser lançado em fevereiro . A proposta do curso vem desde 2014, com a aprovação do Projeto Pedagógico do Curso (PPC).


A formação acadêmica em Farmácia da Unilab será centrada na aprendizagem do estudante e fundamentada no professor como facilitador e mediador do processo, tendo em vista a formação integral do estudante, articulando ensino, pesquisa e extensão. Os conteúdos essenciais apresentados anteriormente serão integralizados em cinco anos de curso, perfazendo um total de 5.400 horas, em um currículo atualizado de acordo com as novas diretrizes do Ministério da Educação (MEC), publicados em 2017, tendo como base as resoluções do Conselho Nacional de Educação (Resolução de número 06, de 19 de outubro de 2017 do Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Superior), do Conselho Federal de Farmácia e as diretrizes da Unilab. O profissional poderá atuar em diferentes áreas definidas pelo Conselho Federal de Farmácia, com destaque para as seguintes:

Pelas áreas de atuação, verifica-se a importância social do profissional farmacêutico e da sua formação de qualidade, haja vista que as atividades desenvolvidas são amplas e contribuem para o entendimento do binômio saúde-doença, colaborando com a melhoria do paciente e da saúde coletiva cearense, brasileira e dos países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Na proposta, podem ser verificados os diferentes cenários práticos do profissional farmacêutico, adotando uma formação generalista, permitindo com que o profissional egresso brasileiro ou internacional seja capaz de atuar nas áreas de farmácia comunitária e hospitalar, atenção farmacêutica, manipulação e produção de medicamentos em grande escala, análises de alimentos e análises clínicas nos países parceiros da Unilab.

Comentários encerrados.