I Seminário “Patrimônio e Memória em Periferias Urbanas: desafios, experiências e caminhos” acontece próximo dia 5

Os Grupos de Extensão, Pesquisa e Educação Diálogos Urbanos e Performarte e o Ponto de Memória do Grande Bom Jardim, com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex/Unilab), e da Rede de Desenvolvimento Local, Integrado e Sustentável do Grande Bom Jardim (Rede DLIS do GBJ), promovem, no próximo dia 05, a primeira edição do Seminário “Patrimônio e Memória em Periferias Urbanas: desafios, experiências e caminhos”.

O evento, aberto à comunidade acadêmica e a sociedade, entende a patrimonialização como processo comunitário, endógeno aos territórios periféricos urbanos, vinculado, por exemplo, aos inventários participativos e aos processos de museologia social.

A inspiração vem da atuação do Ponto de Memória do Grande Bom Jardim, valorizando patrimônios materiais e imateriais urbanos, particularmente os vinculados às culturas e religiosidades populares, africanas e afro-brasileiras. Nesse sentido, cabe destacar a centralidade das memórias individuais, coletivas e institucionais de diferentes agentes das periferias urbanas.

O Seminário está estruturado em dois momentos: O primeiro painel, acontece a partir das 14 até às 17h, na Unidade Acadêmica dos Palmares, Bloco 2, Térreo, com o tema: “Patrimônio e Cultura Popular”, terá como mediador o professor  do Instituto de Humanidades (IH), Igor Monteiro, além dos convidados:  professor do IH, Ricardo Nascimento; Adriano Almeida (Ponto de Memória GBJ); Mestre Cobra Mansa.

O segundo momento, acontece a partir das 18h30, na Unidade Acadêmica dos Palmares, Bloco 2, Térreo, falando sobre: “Religiosidades e cultura afro-brasileira”, como o professor do IH e mediador: Bruno Goulart,  e participação dos convidados: Emanuel Bastos; Daniele Cruz; Jean dos Anjos; George Carvalho.

A participação garante aos presentes, na atividades de extensão, a certificação com carga horária de 8h .

Comentários encerrados.