Projeto discutirá sobre o posicionamento do Brasil e da África no mundo após o fim da Guerra Fria, nesta quinta (28)

Fonte: Escola Brasil, portal Uol

O Projeto de Extensão “O Poder Global”, promove o terceiro encontro, nesta quinta-feira (28), a partir das 14h, no Auditório 2 do Campus das Auroras, em Redenção/CE, com a temática “Os intérpretes do Brasil: a construção teórico-metodológica para compreensão das instituições brasileiras”.

A terceira atividade do curso abordará o pensamento do Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães sobre o posicionamento do Brasil e da África no mundo após o fim da Guerra Fria a partir da análise da obra “Quinhentos Anos de Periferia”.

Sobre a obra “Quinhentos anos de periferia”

Neste pequeno livro o Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães analisa a estruturação da nova ordem mundial depois do fim da Guerra Fria, com destaque para os impactos desse processo sobre o Brasil e a América do Sul., sob suas especificidades: a geopolítica do Brasil: a localização no Hemisfério Americano, justamente onde está também a maior potência da nossa época, e a condição de grande país, seja qual for o critério adotado – demográfico, espacial, econômico ou de disponibilidade de recursos.

Ao longo de nossa história, temos sido o grande país periférico das Américas e somos um dos cinco ou seis grandes países periféricos do mundo, ou “países intermediários”, aqueles que podem mover-se em direção ao centro.”

Sobre o Curso de Extensão 

“Os intérpretes do Brasil: a construção teórico-metodológica para compreensão das instituições brasileiras” tem o objetivo estudar os principais pensadores que contribuíram na formulação teórica e metodológica para compreensão das instituições no Brasil.

O curso tem carga horário de 25 horas, focaliza a lógica que permeou a construção social do Estado-Nação no Brasil a partir de práticas, representações, imaginários políticos e estruturas sociais. Haverá certificado para os participantes.

As atividades são coordenadas pelo professor do Curso de Sociologia da Unilab, Sebastião André Alves, com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex) e conta com a participação dos professores Kleber Saraiva (UFC) e Marcelo Uchôa (Unifor, doutor em Direito Constitucional e ex-Secretário de Governo).

Comentários encerrados.