Projeto de extensão ensina robótica aos alunos das escolas públicas

O Projeto de Extensão “Progrobô” foi desenvolvido para o ensino de programação e robótica em escolas públicas. Iniciou suas primeiras turmas de robótica para alunos da Escola Profissionalizante de Aracoiaba, em maio deste ano.

O projeto foi desenvolvido a partir da necessidade percebida pelos professores envolvidos, de despertar em alunos de escolas públicas a vocação pelas ciências exatas e engenharias. Some-se a isso, a existência de trabalhos científicos que revelam melhoras significativas nas habilidades cognitivas de alunos quando confrontados desde cedo com desafios típicos de engenharia, como a programação de computadores e robôs.

O projeto, de fato, foi uma evolução do Projeto “Engenharia Social: Brincando e Aprendendo Processos de Engenharia e Ciências”, aprovado em anos anteriores pelo edital  Programa de Bolsas de Extensão, Arte e Cultura (Pibeac/Proex), publicado em livro, e coordenado pela professora e diretora do IEAD, Maria Cristiane Martins de Souza. Que, com a criação do IEAD e a chegada de professores da área de Computação nesse instituto, o projeto tomou um novo tom, voltando-se à Engenharia da Computação.

O projeto “Progrobô” é coordenado pelo professor do Instituto de Educação a Distância (IEAD/Unilab), Allberson Dantas, e visa despertar o interesse dos jovens para a ciência e tecnologia, em especial a ciência e engenharia da computação.

Inicialmente, o projeto foi concebido para os alunos do ensino fundamental. Todavia, devido à procura de escolas de ensino médio e médio-técnico, o projeto foi ampliado para atender esse público. Para tanto, conta com o engajamento de outras universidades, como a Universidade Federal do Ceará (UFC), o Instituto Federal do Ceará (IFCE) e a Universidade Estadual do Ceará (UECE), bem como com órgãos públicos de Tecnologia da Informação (TI), para visita técnica com os alunos.  

Equipe de professores que integram o Projeto de Extensão Progrobô

Despertar o interesse pela ciência e preparar a juventude para os desafios do futuro estão na base desse projeto. “Não somente eu, mas todos os colegas engajados no projeto, possuem a visão de que precisamos tornar a ciência e as engenharias mais próximas dos nossos alunos, a fim de despertar novas vocações e preparar essa juventude para o futuro, aprimorando suas capacidades cognitivas”, destacou o professor Dantas.

 O projeto se divide em três módulos: 1) Introdução à Ciência e Engenharia 2) Programação de Computadores 3) Robótica. A depender do público (ensino fundamental, ensino médio, ensino médio-técnico) pode-se empregar qualquer combinação desses módulos, com níveis de aprofundamento adequados.

A equipe de professores é integrada por:

Professor Allberson Dantas (Coordenador – IEAD)

Professora Maria Cristiane Martins (IEDS)

Professora Marcia de Farias (IEAD)

Carlos Manuel Pires (bolsista) e Ricardo Duarte (voluntário) do Curso de Engenharia de Energias do IEDS.

Comentários encerrados.