Roda de Conversa sobre literatura de Moçambique enfoca romance “Terra Sonâmbula”, de Mia Couto

Na próxima quinta-feira (13), o Grupo de Estudo das Literaturas Africanas (Geafricanas), vinculado ao Projeto de Pesquisa “Literatura, neocolonialismo e resistência nos países africanos de língua portuguesa”, vai realizar uma roda de conversa sobre Literatura de Moçambique. A atividade terá como foco o romance “Terra Sonâmbula”, do escritor moçambicano Mia Couto.

A atividade acontecerá das 13h às 15h, na Sala 208, Bloco 3, da Unidade Acadêmica dos Palmares, em Acarape/CE. As inscrições serão presenciais no dia e local da roda de conversa, às 13h.

A mediação ficará a cargo de Juliano Correia, Renato Alexandre, Justino Gomes e das professoras Sueli Saraiva e Andrea Muraro.

Haverá lista de presença e declaração de participação de duas horas de atividades complementares.

Sobre o romance

Publicado em 1992, o romance “Terra Sonâmbula” narra a reconstrução de Moçambique após a guerra civil. A obra ganhou o Prêmio Nacional de Ficção da Associação dos Escritores Moçambicanos, em 1995, sendo considerada uma das melhores obras africanas do século XX.

Antônio Emílio Leite Couto, conhecido como Mia Couto, nasceu em 1955, na cidade de Beira, em Moçambique. Além de escritor, trabalhou como jornalista e é biólogo. Mia Couto possui vasta obra literária que inclui romances, poesias, contos e crônicas. “Terra Sonâmbula” foi seu primeiro romance.

Comentários encerrados.